R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

27 de Maio de 2016

Notícias

Homem atropelado por filho de Eike Batista se
preparava para comemorar aniversário da mulher

Ciclista era filho único; ele foi abandonado pela mãe quando ainda era pequeno

Do R7 | 19/03/2012 às 13h29 | Atualizado em: 19/03/2012 às 14h29
Publicidade

O ajudante de caminhão Wanderson Pereira, 30 anos, se preparava para fazer um bolo para a esposa, que completou 49 anos no último sábado (17), quando morreu após ser atropelado naquele dia, na rodovia Rio-Juiz de Fora, pelo filho do empresário Eike Batista, Thor Batista, 20 anos. Ele voltava de um mercado, de bicicleta, de uma zona rural próxima à rodovia Whashington Luís, em Duque de Caxias, Baixada Fluminense, quando foi atingido pelo Mercedes SLR McLaren. Segundo familiares da vítima, ele foi comprar ovos, leite e leite condensado.

Wanderson era filho único de pais alcoólatras e foi abandonado pela mãe quando ainda era pequeno. Ele foi criado pela tia Maria Vicentina Pereira e pelo pai, que morreu recentemente. Atualmente, morava com a mulher em um quarto no sítio de uma outra tia e trabalhava como ajudante de caminhão.

O acidente ocorreu por volta das 19h30 de sábado, no km 101 da rodovia Rio-Juiz de Fora. Segundo nota divulgada pela assessoria do Eike Batista, "a vitima atravessava inadvertidamente a rodovia 040 (sentido Juiz de Fora) de bicicleta" no momento do atropelamento. O advogado da família, Cleber Carvalho, contesta a versão apresentada por Thor.

- Os vizinhos contam que o motorista estava em alta velocidade e que tentava desviar de um ônibus pelo acostamento. O Wanderson foi atingido frontalmente, ele foi atingido do meio do corpo para a esquerda, não tinha como ele estar cruzando a pista.

Ainda de acordo com a assessoria, Thor estava na velocidade permitida, fez o teste do bafômetro e firmou declaração de próprio punho descrevendo o acidente, no posto da PRF (Polícia Rodoviária Federal). Segundo a nota, Thor prestará toda a assistência à família de Wanderson e comparecerá no curso da semana para prestar depoimento na Delegacia de Xerém (61ª DP).

A assessoria da Polícia Civil confirmou a informação nesta segunda-feira (19). Segundo a instituição, agentes do ICCE (Instituto de Criminalística Carlos Éboli) foram ao local, fizeram a perícia no carro e na pista onde ocorreu o acidente, e que o empresário foi encaminhado para fazer exame de corpo de delito. 

Ainda de acordo com a Polícia Civil, a Polícia Rodoviária Federal fez o teste do bafômetro em Thor, que deu negativo.

"Imprudência de ciclista poderia ter causado três mortes", diz Eike Batista

Eike disse em seu twitter, nesta segunda-feira, que a imprudência do ciclista poderia ter causado três mortes: a do próprio ciclista, a do filho e a do amigo do filho, que o acompanhava na Mercedes SLR McLaren. O empresário escreveu ainda que o comportamento do filho foi exemplar, que ele não costuma beber e que Thor “fez o que todo cidadão honrado deve fazer”. 

Na rede social, Eike afirma que foi feita perícia no carro que o filho dirigia e que o veículo está à disposição da Justiça. A assessoria da Polícia Civil confirmou a informação nesta segunda-feira.

Família vai pedir indenização

O advogado da família do ajudante de caminhão disse, nesta segunda, que vai entrar na Justiça para pedir indenização por danos moral e material pelo acidente. Segundo Cleber Carvalho, os danos causados são irreparáveis, pois causam sofrimento e perda de renda para a família. 

Veja fotos do acidente com filho de Eike Batista

Enquete: Você aprova ciclovias em estradas que cortam áreas urbanas?

- Vamos buscar a reparação por dano moral (aquele que faz sofrer) e material (pois o Wanderson contribuía com o sustento da família). 

 
A tia de Wanderson, Maria Vicentina Pereira, disse que está indignada com o acidente e que vai pedir Justiça.

- O rapaz atropelou meu sobrinho e arrumou uma perícia muito rápido. As testemunhas disseram que o segurança do motorista pegou o meu sobrinho, o colocou dentro do carro e eles logo saíram do local. Não sei nem como o atropelador fez o teste do bafômetro. Os vizinhos dizem que ele [Thor] saiu antes da chegada da polícia.

O advogado disse também que vai pedir uma perícia na bicicleta que era usada por Wanderson.

Corpo é enterrado em Xerém

O corpo do ajudante de caminhão foi enterrado na tarde do último domingo (18), no Cemitério de Xerém, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Durante o sepultamento, um tio de Wanderson chegou a passar mal e precisou ser amparado por familiares.

De acordo com a família da vítima, o enterro foi pago por Thor Batista.

Eike lamenta morte de ciclista e diz que imprudência não foi do filho 

Eike Batista informou no domingo, pelo Twitter, que lamenta o acidente de carro envolvendo seu filho mais velho.

Pela rede social, o empresário disse que “infelizmente aconteceu um acidente fatal. Porém a imprudência não foi do Thor”.

Eike disse ainda que Thor estava em velocidade permitida e que fez o teste do bafômetro.

- Thor prestará assistência à família de Wanderson Pereira e comparecerá no curso da semana para prestar depoimento na 61ª DP.

Assista ao vídeo:


 
Veja Relacionados:  Eike, Batista, Thor, ciclista
Eike  Batista  Thor  ciclista 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS