R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

27 de Maio de 2016

Notícias

Líder da banda Legião Urbana ganha
estátua de bronze no Rio

A inauguração na Ilha do Governador contará com shows e recital de poemas

Do R7 | 21/07/2012 às 05h30

Publicidade

Um dos maiores nomes da música brasileira ganhará neste sábado (21) homenagem no Rio de Janeiro 16 anos após sua morte: uma estátua de bronze do cantor Renato Russo, líder da banda de rock Legião Urbana, será inaugurada na Ilha do Governador. O cantor morou no bairro, na zona norte da cidade.

A peça de bronze, mostrando o autor de Faroeste Caboclo soltando o vozeirão no microfone, tem 1,75 metro, 250 kg e foi esculpida pelo cartunista e escultor Ique. A Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos e a Subprefeitura da Ilha do Governador instalaram a estátua em um palco de granito na Estrada do Galeão.

Para marcar a inauguração, haverá uma programação com shows, recital de poemas e a participação da família do artista. Também foram convidados o instrumentista Fred Nascimento, que tocou em shows e gravou como músico de apoio da Legião, e o ator Thiago Mendonça, intérprete do cantor no filme Somos Tão Jovens, com previsão de lançamento ainda neste ano. As festividades incluem programação especial na Lona Cultural Renato Russo, também na Ilha, durante todo o fim de semana.

A estátua foi instalada no local onde havia um chafariz de vidro, que estava há anos desativado. Além da instalação da estrutura de granito onde ficará a peça de bronze, o espaço foi revitalizado.

"Religião" Urbana

Acompanhado de Dado Villa-Lobos (guitarra), Renato Rocha (baixo) e Marcelo Bonfá (bateria), Renato Manfredini Júnior, o Renato Russo, estourou no início dos anos 80 à frente da Legião Urbana e, em pouco tempo, tornou-se um dos artistas de rock mais idolatrados do País. A paixão é tanta que muitos dizem que a adoração da banda e, em particular, de Renato, é como uma religião.

A carreira começou no fim dos anos 70 com o Aborto Elétrico, em Brasília. A banda, que não gravaria nenhum LP, em pouco tempo seria desfeita após uma briga entre Renato e um dos integrantes, dando origem à Legião e ao Capital Inicial.

Aliás, a fama de brigão e marrento perseguiu o artista até o fim. Ele também detestava se apresentar ao vivo e não escondia do público essa aversão, alimentada por confusões em casas de show e estádios lotados. Mas nenhuma dessas questões incomodava os fãs, que fizeram os oito discos de carreira venderem milhares de cópias.

Russo também gravou dois discos solo, homenageando o cancioneiro americano e italiano. Ele perdeu a batalha contra a Aids em 11 de outubro de 1996, aos 36 anos. Recentemente, os fãs lamentaram o destino do velho companheiro de banda Renato Rocha, o Negrete ou Billy. Expulso da banda por causa do seu comportamento relapso, o baixista foi encontrado mendigando no centro do Rio de Janeiro.

Assista ao vídeo:

 


 
Veja Relacionados:  pai, madrasta, criança, tortura, morte
pai  madrasta  criança  tortura  morte 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS