R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

23 de Agosto de 2014

Notícias

Médicos de mais três hospitais aderem à
greve dos servidores federais no Rio

Funcionários do Into, do Instituto de Cardiologia e do Hospital de Bonsucesso param

Da Agência Brasil | 09/07/2012 às 15h56
Publicidade

Médicos e funcionários do Instituto de Traumatologia e Ortopedia, do Instituto Nacional de Cardiologia de Laranjeiras e do Hospital Geral de Bonsucesso aderiram nesta segunda-feira (9) à greve dos servidores que desde o mês passado vem reduzindo o funcionamento nos hospitais federais. Com a adesão, sobe para seis o número de unidades de saúde no Rio de Janeiro que suspenderam o atendimento, inclusive de especialidades importantes, como cardiologia, ortopedia e ginecologia, por tempo indeterminado.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores Públicos Federais em Saúde e Previdência Social, as consultas e cirurgias eletivas estão suspensas nas três unidades e só os casos considerados de urgência estão sendo atendidos. O objetivo da paralisação é forçar o governo a voltar a negociar com o movimento. A categoria reivindica, entre outros itens, um reajuste de 22,08%, jornada de 30 horas de trabalho sem redução salarial, incorporação das gratificações e correção dos benefícios.

De acordo com o diretor do Sindsprev, Júlio Tavares, no Hospital Geral de Bonsucesso, o número de consultas por dia chega a 3.600 e por mês, a 60 mil. Segundo ele, com a paralisação, houve uma queda de quase 75% no atendimento. A assessoria de imprensa da unidade informou, no entanto, que a média mensal de consultas é 24 mil e que o hospital está funcionando normalmente.

No Into, hospital de referência em ortopedia no estado, a assessoria de imprensa também negou que haja greve. A nota informa que o hospital “funciona normalmente e nada foi alterado aos pacientes nesta segunda-feira”. Já a assessoria de imprensa do Instituto Nacional de Cardiologia informou, por telefone, que não vai comentar a greve.

No final da tarde de hoje, o comando grevista vai se reunir para avaliar a entrada dos servidores das três unidades no movimento. Na terça-feira (10) os servidores administrativos do núcleo do Ministério da Saúde no Rio de Janeiro vão se reunir em assembleia para decidir se também aderem à greve.

 
Veja Relacionados:  Médicos, três, hospitais, greve, servidores, federais, Rio
Médicos  três  hospitais  greve  servidores  federais  Rio 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS