R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

27 de Maio de 2016

Notícias

Ocupação da Rocinha fecha espaço
aéreo no entorno da comunidade

Medida é para auxiliar polícia na ocupação da favela no próximo domingo

Do R7 | 10/11/2011 às 21h41
Publicidade

A Aeronáutica informou nesta quinta-feira (10) que o espaço aéreo no entorno da pedra da Gávea, nas proximidades da favela da Rocinha, será fechado por conta da ocupação da polícia na comunidade, prevista para o próximo domingo (13).

Policiais militares e civis brigam por prisão de Nem

De acordo com a Aeronáutica, o espaço aéreo neste local será fechado em um raio de 2,8 km, entre à 0h e as 16h de domingo.

Embora a data da ocupação já esteja marcada, o início da operação tem previsão para acontecer a partir da próxima quinta-feira (10), com policiais à paisana colhendo informações no entorno das comunidades e o auxílio de helicópteros, que farão o último mapeamento antes da tomada pela PM.

Ainda não está completamente descartada a participação do Exército na ocupação, a exemplo do que aconteceu nos complexos de favelas do Alemão e da Penha, há um ano, mas segundo o Comando Militar do Leste não houve nenhuma solicitação por parte do governo do Estado.

A data da ocupação foi definida durante reunião com o alto escalão da Polícia Militar e da Secretaria de Segurança há duas semanas. No encontro ficou acertada a estratégia de ocupação. A opção de também entrar no Vidigal teria como objetivo impedir a fuga de traficantes para a favela vizinha.

Com a tomada da Rocinha e Vidigal, a Secretaria de Segurança Pública fecha mais uma espécie de cinturão de segurança, desta vez na orla da zona sul, já que as favelas de Ipanema, Copacabana, Leme e Botafogo já estão ocupadas. São elas: Pavão-Pavãozinho e Cantagalo, Ladeira dos Tabajaras e morro dos Cabritos, Chapéu-Mangueira e Babilônia e morro Dona Marta.

Com aproximadamente 70 mil moradores, a favela da Rocinha é uma das maiores favelas do Brasil e uma das mais importantes para o tráfico de drogas. Ela chega a movimentar R$ 2 milhões por semana, de acordo com estimativas da Dcod (Delegacia de Combate às Drogas), um total estimado em R$ 8 milhões por mês, principalmente com a venda de cocaína.

A ocupação será feita pelo Bope e pelo Choque, que costumam passar, em média, de 45 a 60 dias fazendo um trabalho de varredura nas comunidades antes da implantação da UPP, em busca de armas e drogas. Na Mangueira, no entanto, o Bope permaneceu por quatro meses até a inauguração da 18ª UPP, na última quinta-feira (3).


Veja Relacionados:  Rocinha, espaço, aéreo
Rocinha  espaço  aéreo 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS