R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

31 de Outubro de 2014

Notícias

PM reforça segurança no Complexo do Alemão
após ataque à UPP e morte de policial

Soldado de 30 anos usava colete, mas levou tiro de fuzil na barriga

Do R7 | 24/07/2012 às 07h15 | Atualizado em: 24/07/2012 às 09h40
Publicidade

Centenas de policiais do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais), do Batalhão de Choque e do Batalhão de Olaria (16º BPM) reforçavam o policiamento no Complexo do Alemão, zona norte do Rio de Janeiro, na manhã desta terça-feira (24).

Por volta das 21h de segunda-feira (23), bandidos fortemente armados metralharam a UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) da Nova Brasília, que foi inaugurada no último dia 9. A sede administrativa e o contêiner de apoio foram alvejados. A policial Fabiana Aparecida de Souza, de 30 anos, morreu com um tiro que atravessou o colete à prova de balas. Ela chegou a ser levada para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da estrada do Itararé, mas não resistiu.

Fabiana estava há pouco mais de um ano na PM e há três meses no Alemão, era solteira e não tinha filhos. Sua família é de Valença, no interior do Estado. Os pais já morreram e há uma irmã, que também segue a carreira militar. O corpo estava no IML até as 9h40 e não havia informações sobre o velório ou enterro. Esta é a primeira morte de policial em uma favela pacificada.

Cerca de meia hora antes do ataque à UPP, dois policiais militares trocaram tiros com cerca de oito suspeitos na localidade conhecida como Pedra do Sapo, mas ninguém ficou ferido no tiroteio.

Na manhã desta terça, o clima era de tensão na região. Apesar disso, comércio, escolas e transportes funcionavam normalmente. A UPA também realizava atendimentos. Não havia registro de confrontos.

Outros confrontos, outras denúncias

O Exército entregou o território do Complexo do Alemão à Polícia Militar há pouco mais de três semanas e, apesar da pacificação, as favelas ainda vivem clima de tensão. Há uma semana, PMs foram atacados duas vezes na UPP Fazendinha enquanto faziam patrulhamento de rotina na região. Em um dos confrontos, bandidos chegaram a jogar uma granada contra os policiais, mas não houve feridos.

No dia 17 de junho, um grupo de criminosos atirou contra policiais da UPP da Nova Brasília, mas ninguém ficou ferido. Os PMs checavam uma denúncia sobre drogas em uma casa na rua Nova. No dia 13 do mesmo mês, policiais e bandidos trocaram tiros na localidade conhecida como Pedra do Sapo. De acordo com a Coordenadoria de Polícia Pacificadora, policiais da UPP Alemão faziam um patrulhamento de rotina, por volta das 22h30, quando se depararam com um grupo de homens armados, que seriam traficantes. Houve troca de tiros, mas não houve registro de feridos.

Há menos de uma semana, um policial da UPP do morro de São Carlos, no Estácio, zona norte, perdeu o controle da direção após ataque de traficantes à viatura perto da UPP Fallet/Fogueteiro. O soldado Medeiros bateu o peito no volante e foi levado para o HCPM (Hospital Central da Polícia Militar).

Assista aos vídeos:


Veja Relacionados:  PM, reforça, segurança, Complexo do Alemão, UPP, metralhada
PM  reforça  segurança  Complexo do Alemão  UPP  metralhada 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS