R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

18 de Setembro de 2014

Notícias

Polícia investiga se corpo cabornizado na
Covanca tem ligação com invasão de traficantes

Homem de 25 anos era morador da comunidade que entrou na mira do tráfico

Do R7 | 11/04/2012 às 15h27
Publicidade

Policiais militares do Batalhão de Jacarepaguá (18º BPM) encontraram na manhã desta quarta-feira (11) um corpo carbonizado dentro de um carro na estrada da Covanca, no Tanque, na zona oeste do Rio.

Veja fotos da operação da PM no morro da Covanca

O homem de 25 anos é morador da comunidade da Covanca, que entrou na mira de traficantes armados da maior facção criminosa do Estado.

A DH (Divisão de Homicídios), que assumiu o caso, investiga se a morte está ligada à tentativa de invasão dos criminosos, que, no domingo (8) de Páscoa, expulsaram um grupo de moradores do morro.

Sem ter onde ficar, os moradores expulsos passaram o dia no pátio da Delegacia do Tanque (41ª DP). Na terça-feira (10), a Polícia Militar encontrou um acampamento de traficantes no alto do morro do Jordão, que é vizinho ao morro da Covanca.

Segundo o tenente-coronel Moraes, comandante do 18º BPM, traficantes estavam acampados no alto do morro em uma área de mata.

Os PMs encontraram objetos pessoais e roupas de cama, como lençóis e edredons.

O morro da Covanca era controlado por uma milícia, mas tem sido alvo de traficantes. Em agosto do ano passado, traficantes do morro Camarista-Méier invadiram a região.

Criminosos da mesma facção estariam por trás da clima de medo que tomou conta da região no fim de semana.


 
Veja Relacionados:  PM, acampamento, traficantes, Covanca, Jordão
PM  acampamento  traficantes  Covanca  Jordão 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS