R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

31 de Julho de 2014

Notícias

Programa Renda Melhor é lançado para ajudar famílias
que vivem em pobreza extrema no Rio de Janeiro

Auxílio variará de R$ 30 a R$ 300; primeiros beneficiados são de Japeri

Do R7 | 05/06/2011 às 09h28
Publicidade

Com o objetivo de erradicar a pobreza extrema no Rio de Janeiro, o governo do Estado lançou no sábado (4), em Japeri, o Programa Renda Melhor. Com ele, o Estado irá assistir com renda básica as famílias que estão cadastradas no CadÚnico, do governo federal.

As famílias atendidas pelo programa Renda Melhor são as que mais precisam de um apoio para superar a situação de pobreza extrema e Japeri dará o pontapé por ser o município com menor Índice de Desenvolvimento Humano do Estado. Pelos critérios do Renda Melhor é considerada de pobreza extrema a família que recebe até R$ 100 por mês. O auxílio variará de R$ 30 a R$ 300, de acordo com a condição de vida de cada família.

Este é o caso da diarista Rode Macedo, de 43 anos, que mora no bairro Guandu, em Japeri, com o marido e dez filhos. Para ela, o recebimento do benefício ajudará a alimentar melhor a família.

- Esse dinheiro vai ajudar muito. Nossa maior dificuldade aqui é comida. Tem dia que não temos nada para comer, isso sem falar nos gastos com roupa e material escolar para as crianças. Meu marido ganha R$ 600 por mês, eu faço faxina e consigo pouco mais de R$ 300 por mês. Mas é pouco para alimentar tanta gente. Quero um emprego melhor para mim, quero que todo mundo aqui estude. E este programa vai ajudar muito a gente.

Para o borracheiro Eugênio de Souza, de 65 anos, que mora com a mulher, Alessandra da Silva Gomes, de 28 anos e os quatro filhos, além do enteado, os R$ 240 que receberá também o ajudará a manter a família.

- Ganho em torno de R$ 400 por mês para sustentar as crianças e ainda ajudar a minha ex-mulher. Faço tudo o que posso pelos meus filhos, porque sei que eles serão meu amparo quando estiver mais velho. Trabalho dia e noite para sustentá-los. Esse dinheiro vai ajudar a melhorar as condições da casa e aliviar um pouco a despesa.

Desempregado, o armador Paulo Sérgio da Silva, de 39 anos, faz biscates para manter a família, composta pela mulher Maria de Fátima Valdevino, de 29 anos, grávida de sete meses, e os seis filhos.

- Com os biscates, consigo ganhar uns R$500 por mês. Não é fácil, mas a gente vai levando. Agora tirei a carteira de
habilitação para tentar um emprego de motorista. Esses R$240 vão ajudar muito dentro de casa enquanto estamos nessa situação e depois queremos aumentar o espaço da nossa casa, pois é muito apertada para todos nós.

De acordo com a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, o plano será implementado em caráter piloto em três municípios no ano de 2011. Este mês, o primeiro município a ser beneficiado será Japeri, onde 5.560 famílias receberão o auxílio pelo Programa Renda Melhor. Em julho, será a vez do município de Belford Roxo e em agosto, em São Gonçalo. No total, o programa vai atender cerca de 50 mil famílias, em 2011 e serão investidos em torno de R$ 35 milhões. E até 2014, cerca de 340 mil famílias, cerca de 1,2 milhão de pessoas, vão ser beneficiadas e terão a chance de sair da linha de pobreza extrema.


 
Veja Relacionados:  Programa Renda Melhor, famílias, pobreza, extrema
Programa Renda Melhor  famílias  pobreza  extrema 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS