R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

27 de Maio de 2016

Notícias

Repórter do R7 relata calamidade
na região serrana do Rio de Janeiro

Parentes desesperados se jogam em cima dos corpos que chegam ao IML

R7 | 14/01/2011 às 17h10
Publicidade

Desde quarta-feira (12), a repórter do R7, Monique Cardone, está em Teresópolis, na região serrana do Rio de Janeiro. Ela conta que a falta de esperança está nos olhos de cada morador.

Na porta do IML da cidade, a situação é de extrema tristeza. Os corpos não param de chegar e parentes, desesperados, se jogam em cima dos mortos.
 
Em Campo Grande, um dos bairros mais afetados da cidade, a lama atinge os joelhos dos pedestres. Testemunhas relatam que para transitar em algumas áreas onde o resgate encontra dificuldades para chegar é preciso pular os corpos que estão espalhados pelas ruas. Helicópteros começaram a chegar nesta sexta-feira (14) para dar apoio nas buscas.
 
Quem mora em áreas de risco está abandonando as casas e tentando salvar o que pode com medo de novos acidentes, pois as chuvas continuam constantes. Os dois abrigos principais da cidade e igrejas estão superlotados. No meio da tragédia, a solidariedade do povo brasileiro pode ser vista a cada instante. Doações de roupas, alimentos e água não param de chegar.
 
O resgate de corpos ainda é muito difícil devido à lama e à chuva. Os bombeiros arriscam a vida durante o trabalho, pois a terra pode ceder a qualquer momento. Muitas vítimas ainda estão desaparecidas.
 
- É muito triste a situação em Teresópolis. Provavelmente, ainda vai durar muito tempo esse terror que a cidade está vivendo.

 

 
Veja Relacionados:  calamidade, teresópolis, repórter, serra, tragédia, chuva, deslizamento, morte, iml
calamidade  teresópolis  repórter  serra  tragédia  chuva  deslizamento  morte  iml 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS