R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

21 de Outubro de 2014

Notícias

Rio bate recorde de doações
de órgãos para transplantes

Rins, fígado e córneas estão no topo das operações mais realizadas

Do R7 | 02/12/2011 às 18h48
Publicidade

O número de doações de órgãos no Rio de Janeiro ao longo de 2011 bateu o recorde estabelecido em 2004, segundo informou nesta sexta-feira (2) a Secretaria Estadual de Saúde. O PET (Programa Estadual de Transplantes) contou com 110 operações nestes 11 meses, três a mais do que nos 12 meses de 2004, quando foram doados 107 órgãos.

A previsão é de que esse número aumente ainda mais até o final do ano, fechando com 50% mais doações do que 2010. O programa recebeu 80 doações no ano passado e 67 em 2009.

As medidas criadas pelo governo estadual, em abril de 2010, contribuíram para ampliar e garantir a qualidade dos órgãos captados, conforme aponta o coordenador do PET, Eduardo Rocha.

- As doações passaram a ser mais bem organizadas no Estado. Hoje temos o Disque-transplante, que é o 155, uma sede própria e podemos contar com helicópteros e viaturas para transportar nossa equipe e os órgãos doados. Além disso, instituímos uma remuneração suplementar para os profissionais que realizarem procedimentos de captação e implante de órgãos e estamos oferecendo cursos de capacitação para a equipe do PET.

No topo da lista dos órgãos mais doados no Rio de Janeiro, estão rins, fígado e córneas, justamente os mais procurados para transplantes na média nacional. Entre os menos doados, entram na lista coração, pulmões e pâncreas devido a restrições técnicas relacionadas aos doadores, como idade e obesidade.


 
Veja Relacionados:  órgãos, transplantes,
órgãos  transplantes 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS