R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

27 de Agosto de 2014

Notícias

Rio transborda e deixa pelo menos 20 famílias
desabrigadas na zona rural de Cambuci

Moradores do centro da cidade podem ser afetados a qualquer momento

Do R7, em Campos | 03/01/2012 às 11h49

Publicidade

Pelo menos 20 famílias estão desabrigadas em Cambuci, no noroeste do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (3). A chuva forte que atingiu o Estado do Rio desde o final do ano passado deixou vários municípios em alerta. O parque aquático da cidade, que fica a 3 km do centro do município, ficou submerso. A pequena cachoeira que abastecia as piscinas se transformou em uma grande catarata de água barrenta.

Veja os estragos causados pela chuva no Rio

A área mais afetada é a zona rural, por onde passa o rio Pomba, que está 90 cm acima do nível de transbordo. As famílias que não moram em casas de dois andares estão se abrigando na igreja local. Dois caminhões da prefeitura retiram os móveis dos moradores.

O coordenador da Defesa Civil em Cambuci, cabo Barbirato, disse que por enquanto a situação no centro do município está controlada, mas que o nível do rio Paraíba do Sul, que atravessa a cidade, está subindo.

- O nível de transbordamento do Paraíba é de 5 m e 20 cm. Por enquanto ele está com 5 m. Se ele ultrapassar esse nível vai atingir vários imóveis, já que a rua principal fica à margem do rio.

O coordenador da Defesa Civil no noroeste do Estado, coronel Douglas Paulich, informou que desde a noite de segunda-feira (2) já choveu de 120 a 130 mm na região. A previsão é de que os rios continuem subindo até a noite, quando eles devem começar a perder volume.

- Com a quantidade de chuva que tem caído, é importante ficar atento com as encostas e as estradas, por causa do risco de deslizamento.

Na manhã desta terça-feira, houve um deslizamento de terra entre Italva e Itaperuna, também no noroeste do Estado. O trânsito na BR-356 ficou interrompido enquanto um caminhão retirava a terra. Às 11h30, o trânsito já estava liberado.

Região serrana

Já o município de Nova Friburgo, na região serrana, que chegou a ficar em alerta máximo na segunda-feira (2), segundo o sistema de alerta de cheias do Inea (Instituto Estadual do Ambiente), retornou ao estágio de atenção. Os municípios de Teresópolis e Petrópolis também estão em estágio de atenção.

Os demais municípios monitorados pelo Inea (Nilópolis, Mesquita, Belford Roxo e Nova Iguaçu, todos na baixada) estão apenas em estágio de vigilância, o menos preocupante. São João de Meriti também é monitorado pelo Inea, mas está em estágio de atenção, segundo a prefeitura.

Sol reaparece na capital

Após a diminuição das chuvas, o município do Rio de Janeiro retornou ao estágio de vigilância nesta terça. A mudança do estágio de atenção se deu pelo deslocamento da zona de convergência do Atlântico Sul, que deixava o tempo instável, para o Espírito Santo.

O estágio de vigilância, primeiro em uma escala de quatro, é caracterizado pela ausência de chuva ou ocorrência de chuva fraca nas próximas horas.

A previsão é de chuva fraca isolada para o período da tarde. Devido à melhora do tempo os aeroportos funcionam normalmente.


 
Veja Relacionados:  chuva, transbordamento, rio
chuva  transbordamento  rio 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS