R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

25 de Julho de 2014

Notícias

Sob forte segurança, Beira-Mar vai a júri popular no Rio por ordenar 2 mortes

Julgamento, que seria em Caxias, foi transferido para capital a pedido do júri

Do R7 | 12/03/2013 às 01h00 | Atualizado em: 12/03/2013 às 09h27
Publicidade

Sob forte esquema de segurança, o traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, será julgado nesta terça-feira (12), no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. O criminoso é acusado de ter planejado e ordenado dois homicídios e uma tentativa de homicídio de dentro do presídio de Bangu 1, na zona oeste da capital fluminense, onde estava preso na época do crime, em 27 de julho de 2002.

O julgamento, que era para ser realizado na 4ª Vara Criminal de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, foi transferido para a sede do TJ-RJ (centro da capital), após componentes do júri terem relatado ao juiz que tinham medo de participar da sessão.

O motivo do crime teria sido um acerto de contas dentro da própria quadrilha de Beira-Mar. Antonio Alexandre Vieira Nunes e Edinei Thomaz Santos faziam parte do bando do criminoso e foram executados a mando do traficante dentro da favela Beira-Mar, em Duque de Caxias.

Adailton Cardoso de Lima sobreviveu. Segundo ligações telefônicas interceptadas pela polícia na época, as três vítimas teriam assassinado três pessoas sem a autorização de Fernandinho Beira-Mar.

O traficante, que foi transferido para a Penitenciária Federal de Catanduvas, no Paraná, em setembro do ano passado, já chegou ao Rio e estará presente na sessão plenária na 4ª Vara Criminal da Capital.

Assista ao vídeo:


Veja Relacionados:  júri, Fernandinho Beira-Mar, traficante
júri  Fernandinho Beira-Mar  traficante 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS