R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

28 de Novembro de 2014

Notícias

Suspeita de assassinato vivia relação conturbada com lutador morto na Suíça, diz família

Vizinhos contaram ter ouvido discussão e tiros na noite do crime

Do R7 | 21/11/2012 às 14h54

Publicidade

A prima do lutador de MMA Vagner Luis Cardoso, morto a tiros no sábado (17), em Zurique, na Suíça, afirmou que a mulher de 31 anos presa pela polícia local era namorada dele. De acordo com Mônica Andrea Nogueira Barbosa, a suspeita, que é suíça, vivia uma relação conturbada com Vagner.

— Um amigo dele [identificado como Ivan] me falou que eles vinham brigando muito. Ele disse que falou poucas vezes com ela, e que ela era discreta, baixa e loira.

De acordo com a imprensa de Zurique, a mulher teria confessado os disparos. Vizinhos de Vagner relataram ter ouvido uma discussão entre o lutador e a namorada na noite do crime. O lutador foi encontrado baleado por um vizinho, atingido no peito, quadril e na perna direita. O homem ainda contou ter ouvido pelo menos cinco tiros.

A família de Vagner tem encontrado dificuldades para transferir o corpo ao Brasil. O Ministério das Relações Exteriores informou, na manhã desta quarta-feira (21), que o órgão funerário suíço está em contato com a ex-namorada  do lutador, com quem teve um filho há dois anos.

A legislação do país europeu determina que a mãe de um filho menor de idade, cujo pai seja estrangeiro, seja a responsável pelo corpo em caso de morte do pai. De acordo com o  ministério, caso haja desacordo entre a mãe e a família brasileira, o consulado do Brasil na Suíça negocia o entendimento entre as partes.

Um amigo de Vagner, que se apresentou como Eduardo, está cuidando dos trâmites legais, segundo Mônica. Para agilizar o processo de transferência, a mãe de Vagner deve ir ao consulado suíço na quinta-feira (22) para assinar uma procuração permitindo que Eduardo cuide dos detalhes do envio do corpo para o Brasil. As despesas teriam de ser bancadas pela família.

Vagner Luis deixou o Brasil quando tinha 20 anos. Segundo a mãe dele, Cristina de Fátima Cardoso, ele estava no quartel, mas tinha o sonho de ser policial. Depois de conhecer uma menina, decidiu tentar a carreira de modelo e foi para a Alemanha.

Além do filho que teve com uma suíça, Vagner teve uma menina de 14 anos, de um relacionamento ainda no Brasil. O lutador esteve no Rio de Janeiro pela última vez em 2009.

Assista ao vídeo:

Lutador Luis Godzilla em ação por videonoticias_rj no Videolog.tv.

 

 


Veja Relacionados:  Família, lutador, morto, Suíça, teme,enterrado, presença,família
Família  lutador  morto  Suíça  teme  enterrado  presença  família 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS