R7 - Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

27 de Maio de 2016

Notícias

Temporal mata quatro pessoas na região metropolitana do Rio

Um adolescente desapareceu ao cair em um córrego na zona norte

Do R7 | 06/03/2013 às 07h34 | Atualizado em: 06/03/2013 às 09h10

Publicidade

O temporal que atingiu o Rio de Janeiro na noite da última terça-feira (5) provocou quatro mortes na capital e na Baixada Fluminense. A informação foi confirmada pela Defesa Civil Estadual. Na zona sul do Rio, duas mulheres morreram eletrocutadas. No Largo do Machado, a vítima foi identificada como Rosa Magdalena. Já a vítima do Catete foi identificada apenas como Raimunda. Ela seria vendedora ambulante.

Em Jacarepaguá, na zona oeste do Rio, o vigilante José Rodrigues da Silva, de 48 anos, morreu ao ser atingido por uma árvore, que, segundo testemunhas, foi atingida por um raio. Ele morreu na hora. Já o Corpo de Bombeiros informou que ele teve um mal súbito.

Em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, João S. Maia, de 65 anos, morreu ao ser atingido por um muro que caiu, na estrada Manoel de Sá, no bairro Lote 15.

Na Tijuca, Conceição Pereira da Silva, de 65 anos, e um homem que estava sem documentos foram socorridos por bombeiros na rua Hadock Lobo. Eles teriam ficado  feridos pela queda de uma laje e foram levados para o Hospital Souza Aguiar, no centro.

A chuva deixou ainda um jovem desaparecido em Cordovil, na zona norte. Segundo o coronel Sérgio Simões, ele caiu em um córrego da região. As buscas começaram ainda na noite de terça, mas foram interrompidas devido à falta de condições adequadas de trabalho e retomadas na manhã desta quarta-feira (6).

Segundo o secretário municipal de Conservação, Marcos Belchior, choveu 70% do esperado para todo o mês de março na noite de terça-feira. Pela manhã, ainda havia estragos pela cidade. Árvores caíram na Tijuca e em Vila Isabel, na zona norte, e em Jacarepaguá, na zona oeste. O lixo tomou conta das ruas que foram alagadas na noite anterior em vários pontos da cidade. As grades que ficam às margens de rios amanheceram com muito lixo pendurado. Além disso, a lama tomou conta das vias. Ao todo, 1.500 homens da Secretaria de Conservação estão nas ruas para tentar recuperar a cidade.

Na manhã desta terça-feira, as estações Penha Circular e Olaria, ambas na zona norte da cidade, estão fechadas, devido ao alagamento dos acessos aos terminais. Além disso, o teleférico do Alemão também não estava funcionando.

A chuva também atingiu com força cidades da Baixada Fluminense e da região serrana. Em Belford Roxo, onde uma pessoa morreu, ruas ficaram alagadas. Em Duque de Caxias, a água ainda não baixou em algumas localidades. Os municípios da região serrana entraram em alerta máximo para a possibilidade de transbordamento dos rios. Em Petrópolis, o rio Quitandinha subiu e alagou ruas, mas, na manhã desta quarta, a situação já estava normalizada. 

Assista aos vídeos:


 
Veja Relacionados:  Temporal, mata, quatro, pessoas, região, metropolitana, Rio
Temporal  mata  quatro  pessoas  região  metropolitana  Rio 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
RSS