Polícia troca tiros com criminosos na favela do Lixão e Linha Vermelha é interditada

Após prisões, criminosos incendiaram um ônibus em Duque de Caxias

Policiais reforçam segurança na Linha Vermelha, altura da comunidade do Lixão
Policiais reforçam segurança na Linha Vermelha, altura da comunidade do Lixão Reprodução/Polícia Militar

Uma intensa troca de tiros na comunidade do Lixão, provocou a interdição da Linha Vermelha, na altura de Duque de Caxias, Baixada Fluminense, no final da tarde desta segunda-feira (7). Dois homens foram presos e um ônibus chegou a ser incendiado próximo à comunidade. O clima na região ainda é tenso. A Linha Vermelha já foi reaberta, mas o Centro de Operações recomenda que os motoristas evitem a área.

O tiroteio teve início após policiais abordarem suspeitos em frente à favela do Lixão. Na abordagem, dois homens foram presos portando um radiotransmissor e um carregador de pistola. Os demais suspeitos conseguiram fugir, depois que criminosos iniciaram disparos de dentro da comunidade contra os agentes.

Após o confronto, um coletivo foi incendiado na rua Almirante Barroso, próximo à rodoviária de Duque de Caxias.

Até às 18:30, tiros ainda eram ouvidos na comunidade. Policiais do Getem (Grupamento Especial Tático em Motopatrulhamento) e do Batalhão de Choque faziam vasculhamento no local e tentavam garantir a segurança para os motoristas que trafegam pela Linha Vermelha.

Segundo relato de testemunhas, quando o tiroteio começou os motoristas tentaram fugir voltando pela contramão, na Linha Vermelha. O policiamento da via foi reforçado.