PRF prende suspeitos de aplicar golpes usando aplicativo Uber

Trio foi preso com celulares e cartões clonados na Dutra, em Nova Iguaçu

Celulares e cartões clonados foram encontrados no veículo
Celulares e cartões clonados foram encontrados no veículo Reprodução

Três homens foram presos, suspeitos de praticar golpes usando o aplicativo Uber na madrugada deste domingo (16), na rodovia Presidente Dutra, altura de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal), eles estavam utilizando o aplicativo para realizar corridas de longa distância com celulares e cartões furtados, que serviam para criar novos usuários.

O trio foi abordado durante uma fiscalização da Delegacia de Duque de Caxias (1ª DP), na pista sentido Rio. O carro foi parado e os ocupantes ouvidos apresentaram relatos contraditórios aos agentes rodoviários.

A equipe verificou o aplicativo e descobriu que o cadastro era de um outro condutor, o carro era diferente do apresentado e o passageiro também não era quem estava no veículo. No histórico, contavam ainda cinco corridas para Mangaratiba, na costa verde do Rio, no dia anterior, totalizando mais de R$ 1 mil.

Houve buscas no veículo e foram encontrados quatro celulares, sete chips telefônicos e quatro cartões de crédito. Segundo a PRF, ao serem questionados sobre o material apreendido, os suspeitos não souberam explicar a origem. Além dos supostos motorista e passageiro, os policiais conseguiram prender um terceiro suspeito que estava também no esquema.

O caso foi registrado na Delegacia de Nova Iguaçu (52ª DP).