Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

9/8/2013 às 03h55 (Atualizado em 9/8/2013 às 08h11)

Protesto contra Cabral termina com ao menos 10 feridos no Rio

Em meio ao protesto, manifestantes dispararam morteiros contra os policiais

Grupo anarquista invadiu agência bancária e lançou pedras contra um prédio de Eike Batista Estadão Conteúdo

Um protesto contra o governador Sérgio Cabral deixou ao menos dez feridos na noite desta quinta-feira (8), após confrontos e cenas de vandalismo nos arredores da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Membros do grupo anarquista Black Bloc invadiram uma agência bancária e lançaram pedras contra um prédio do empresário Eike Batista, enquanto a polícia tentava dispersar os manifestantes em torno da Alerj com bombas de gás lacrimogêneo.

"Fora, Cabral!", gritavam os manifestantes durante o protesto, que reuniu cerca de mil pessoas no centro da cidade.

A manifestação teve início durante a tarde, com os manifestantes anunciando seu objetivo de ocupar a Alerj e a Câmara Municipal. Nas duas Casas, grupos com cerca de 30 pessoas entraram no local e anunciaram a ocupação.

Em meio ao protesto, manifestantes dispararam morteiros contra os policiais, que reagiram com bombas de gás lacrimogêneo. Socorristas atenderam ao menos dez pessoas com ferimentos causados por estilhaços.

Após o confronto, a Polícia Militar isolou o perímetro da Alerj.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!