Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

22/1/2014 às 17h20 (Atualizado em 22/1/2014 às 17h26)

Secretário de Transportes do RJ é hostilizado após descarrilamento de trem

Ameaçado de agressão, Lopes teve que ser protegido por seguranças

Agência Estado

O secretário estadual de Transportes do Rio de Janeiro, Júlio Lopes, foi hostilizado por passageiros de trens da Supervia após o descarrilhamento de uma composição travar o serviço e prejudicar milhares de usuários. Ameaçado de agressão, Lopes teve que ser protegido por seguranças.

O secretário municipal de Transportes, Carlos Roberto Osório, também esteve na manhã desta quarta (22) na estação de trem São Francisco Xavier, na zona norte do Rio. Segundo ele, a frota de ônibus foi reforçada. Osório afirmou que a Supervia terá que restituir o dinheiro das passagens.

De acordo com a Supervia, o trem seguia da Central do Brasil para Saracuruna, na baixada, quando descarrilou, por volta das 5h15. Os passageiros tiveram de descer da composição e caminhar pela linha férrea.    

A Agetransp e o Procon-RJ vão multar a SuperVia pelo descarrilamento. Em nota, a agência reguladora informou que a punição é decorrente de falhas detectadas no plano de contingência, comunicação e no atendimento aos usuários das composições. Segundo a agência, uma perícia foi realizada para investigar a pane. Com o incidente desta quarta, a estrutura que sustenta os cabos da rede aérea foi danificada e interrompeu o fornecimento de energia no trecho entre as estações Mangueira e Central do Brasil.  

Uma equipe do Procon foi enviada para fiscalizar a estação de São Francisco Xavier, zona norte do Rio, após paralisação dos trens e constatou que nenhuma orientação era dada nas plataformas ou pelo sistema de som. Além disso, passageiros caminhavam pelos trilhos sem que alguém da SuperVia os orientasse.  

Já a Supervia afirma que o Centro de Controle Operacional monitora a situação e, "a todo momento, os passageiros estão sendo avisados sobre as condições de circulação por meio do sistema de áudio dos trens e das estações".   

Um funcionário da Supervia destribuía vale-viagem e declarações atestando o atraso causado aos passageiros em uma das duas saídas da estação, segundo o Procon. Entretanto, o dinheiro da passagem não era devolvido a quem o solicitava. A Supervia disse, por meio de nota, que "desde o início da manhã, foram distribuídos mais de 10 mil vales-viagem e declarações de atraso a todos os passageiros que tiveram sua viagem interrompida. A empresa ainda deslocou recursos em espécie para as estações e devolveu o valor da passagem para alguns passageiros".

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
Compartilhe
Sumiu após aborto

Grávida desaparecida e ex queriam reatar; veja últimas trocas de mensagens

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Fotos

Conheça a geração de "delegatas" do Rio

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Raíssa Sampaio

Conheça vencedora do concurso de nordestina mais bonita do Rio

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Rotina de tensão

Universitárias relatam abusos sexuais perto de campus da UFRJ na zona sul

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Dores e infecção

RJ: Falha em cirurgia deforma bumbum de mulher; polícia investiga denúncia

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Saudades do verão?

Veja mais de 100 musas das praias do Rio

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Rio de Janeiro

  • Últimas de Notícias

Mais Clicadas

Compartilhe
Acrílico no bumbum

Após 6 meses internada, mulher que fez mais de 60 cirurgias volta para casa

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Fotos

Veja momento em que dançarina do Latino, baleada, é socorrida por frentistas

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
O preço do luxo!

No bairro mais caro do Brasil, imóvel de frente para praia custa R$ 35 milhões

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!