Servidores e estudantes da UERJ acampam em frente ao Palácio Guanabara

Com salários e bolsas atrasadas, grupo tenta pressionar Governo do Estado 

Grupo está acampado desde a tarde desta terça (16)
Grupo está acampado desde a tarde desta terça (16) Clever Felix/Agência O Dia

Servidores e estudantes da Uerj passaram a noite acampados em frente ao Palácio Guanabara, em Laranjeiras, zona sul do Rio. O grupo decidiu realizar a vigília após um aula pública realizada na tarde desta terça-feira (16). A ação de ocupar a frente do Palácio Guanabara é uma tentativa de pressionar o Governo Estadual. Os servidores cobram os salários atrasados de abril e o 13º 2016, ambos sem previsão de pagamento até o momento.

Quem passou pela rua Pinheiro Machado nesta quarta-feira (17), pode ver barracas montadas e um grupo de 20 a 30 pessoas participando da ocupação. O protesto pretende chamar atenção da população sobre as reais condições da Universidade, de acordo com os organizadores.

No evento, eles explicam: "a Universidade do Estado do Rio de Janeiro vem passando por um intenso processo de sucateamento, com salários e bolsas atrasadas, bandejão e bibliotecas fechadas, falta de infraestrutura adequada, entre outras coisas, que dificulta não só a entrada de novos alunos como a permanência daqueles que já estão, principalmente alunos pobres e negros".

Após três meses de atraso, a Uerj retornou às aulas no dia 10 de abril para tentar concluir o calendário acadêmico de 2016. Apesar disso, alunos e funcionários argumentam que a falta de condições tem prejudicado e, até impedido, o funcionamento da Instituição. Sem receber, alguns servidores se mantem em estado de greve. O último pagamento do Governo do Estado foi feito na sexta-feira (12), referente ao mês de março.

Assista 24 horas à programação da Record TV no celular, computador ou tablet