Small-house Faça do R7.com sua página inicial

SIM NÃO

São Paulo

19/6/2013 às 16h26 (Atualizado em 19/6/2013 às 16h35)

Abert repudia ataque a equipe da Record durante protesto

Carro de reportagem da emissora teve os vidros quebrados, foi pichado e incendiado

Agência Estado

Carro de reportagem da Record foi incendiado na noite de terça Eduardo Enomoto/R7

A Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão) repudiou com "veemência", em nota, o ataque a uma equipe de reportagem da TV Record, na noite dessa terça-feira (18), durante manifestações no centro de São Paulo. Um caminhão de captação de imagens da emissora foi incendiado. Segundo a Record, todos os profissionais escaparam ilesos.

A nota, assinada pelo presidente da Abert, Daniel Pimenta Slaviero, diz que "atos de extrema violência como este, que buscam intimidar o trabalho da imprensa, configuram grave atentado ao livre exercício do jornalismo e devem ser rechaçados em respeito ao direito à livre informação e à própria democracia".

Infiltrados entre os manifestantes, os vândalos realizaram uma série de atos de violência durante a noite. Mais cedo, o mesmo grupo já havia quebrado várias vidraças da Prefeitura de São Paulo, picharam o prédio, depredaram e incendiaram um posto policial também em frente à prefeitura. Em todas as situações, manifestantes do Movimento Passe Livre se mostraram contra a violência e o vandalismo realizados pelo grupo.  

Leia mais notícias sobre os protestos em São Paulo   

Sexto protesto

Um dia após manifestação histórica na cidade de São Paulo reunir mais de 100 mil pessoas nas ruas da cidade, o sexto ato contra o aumento da tarifa de ônibus na capital paulista, ocorrido nesta terça-feira (18), foi o mais violento de todas as manifestações. Com início pacífico, milhares de pessoas se reuniram na praça da Sé por volta das 17h. No entanto, os tumultos começaram quando uma parte do grupo caminhou para a sede da prefeitura antes da definição oficial do trajeto que a passeata faria.

Em pouco tempo, o prédio da prefeitura, no viaduto do Chá, na região central, foi cercado. Um grupo de pessoas queimou um boneco com o rosto do prefeito Fernando Haddad e, na sequência, parte dos manifestantes derrubou a grade que dava acesso ao pátio da prefeitura e invadiu o local. Com pedras, eles quebraram vidros das cinco grandes vidraças da frente do prédio. Enquanto isso, outros participantes gritavam "sem vandalismo, sem violência". A parede da sede do governo municipal também foi pichada. Uma das mensagens era "3,20 não".

Leia mais notícias de São Paulo

Manifestantes depredam sede da Prefeitura de São Paulo

A GCM (Guarda Civil Metropolitana) usou spray de pimenta e gás lacrimogênio para conter a manifestação e impediu que o prédio fosse invadido. A confusão na região continuou e manifestantes arrancaram a bandeira da cidade de São Paulo do mastro da prefeitura e tentaram atear fogo. Segundo a assessoria da prefeitura, Fernando Haddad (PT) deixou o edifício por volta das 17h30 para uma reunião com a presidente Dilma Rousseff, em São Paulo, e foi orientado a não voltar ao prédio.

 

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
Compartilhe
Zona leste

Pai mata mulher, filha de quatro anos e tenta assassinar bebê dentro de casa

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Guarulhos

Polícia Civil investiga namorado de funkeira encontrada morta

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Durante o show

Último forró: marido traído executa “rei dos teclados” em Santo André

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Você moraria nestes lugares?

Veja como estão imóveis que foram cenários de tragédias em São Paulo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de São Paulo

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!