Após denúncia de briga durante ensaio em SP, polícia faz reunião com presidentes de escolas de samba 

Delegado Osvaldo Nico chamou representantes das agremiações na tarde desta quinta-feira

Fernando Mellis, do R7

As presidentes da Mocidade Alegre, Solange Bichara (à esquerda), e da Rosas de Ouro, Angelina Basílio, comprometeram-se a evitar a briga entre integrantes, que aconteceria no próximo sábado (2) durante o ensaio, no Anhembi José Patrício/Estadão Conteúdo

Presidentes de quatro escolas de samba de São Paulo foram chamados pelo delegado Osvaldo Nico Gonçalves à Deatur (Delegacia Especializada de Assistência ao Turista) após denúncias recebidas sobre brigas entre integrantes. A reunião aconteceu na tarde desta quinta-feira (31).

Segundo o delegado, a polícia recebeu a informação de uma briga, durante o ensaio de sábado (2) entre membros da Rosas de Ouro e da Mocidade Alegre. Ele chamou as duas presidentes, Angelina Basílio e Solange Bichara, e avisou sobre o suposto confronto. Elas se comprometeram a conversar com os integrantes das escolas para evitar a briga.

Leia mais notícias de São Paulo

Em uma rede social, Solange, presidente da Mocidade Alegre, disse que, no sábado, as duas escolas vão demonstrar a amizade.

— Mocidade Alegre e Rosas de Ouro sempre foram grandes escolas e duas agremiações muito próximas na co-irmandade e no respeito às tradições. Vamos estruturar uma ação de integração entre as duas bandeiras, que ocorrerá neste sábado, no nosso próximo ensaio técnico no Anhembi.

Os presidentes da Vai-Vai e da Mancha Verde foram chamados também porque havia uma denúncia de que membros da escola estavam ameaçando funcionários da SPTuris (São Paulo Turismo) envolvidos na construção de um camarote. O delegado explicou que a reunião foi positiva e que tudo foi conversado e resolvido. 

  • Espalhe por aí:
Publicidade

Twitter

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!