Bebê de quatro meses morre sufocada em uma creche de Campinas

Funcionária do local perguntou se a criança tinha "sono profundo"

Emanuelle morreu sufocada por alimento
Emanuelle morreu sufocada por alimento Reprodução/Record TV

Uma menina de quatro meses morreu em uma creche de Campinas, no interior de São Paulo, no primeiro dia de aula.

A mãe de Emanuelle Calheiro Maciel foi até a creche buscar a filha e, quando chegou, a funcionária perguntou se a criança tinha sono profundo.

A mãe ficou assustada e correu para pegar a filha, mas já encontrou a bebê morta.

A escola não oferecia nenhum serviço de primeiros socorros nem veículo para emergência. A mãe correu com a menina a pé até uma unidade de saúde que fica a dois quarteirões do local.

Segundo o Instituto Médico Legal, Emanuelle morreu sufocada por alimento. A creche é particular e não tinha alvará de funcionamento e nem auto de vistoria do corpo de bombeiros.

Procurada pela reportagem da Record TV, a advogada da unidade não atendeu às ligações.