São Paulo

20/1/2013 às 09h36 (Atualizado em 20/1/2013 às 09h34)

Cidades do interior de SP faturam com pedágio

Município de Araçariguama recebeu R$ 6,6 milhões no ano passado

Agência Estado

Prefeituras de pequenas cidades que, no passado, se opuseram à instalação de pedágios em suas portas agora dependem do dinheiro repassado pelas concessionárias para equilibrar seus caixas. As empresas recolhem aos cofres das prefeituras cortadas pelas rodovias o ISS (Imposto Sobre Serviços) decorrente da cobrança da tarifa. Em algumas cidades, o dinheiro de pedágio representa mais de 90% da receita com esse tributo.

O secretário de Finanças de Araçariguama (SP), Marcelo Simplício afirma que é "uma verba que tem peso, pois banca obras e serviços no município".

A cidade de 17.085 habitantes, cortada pela rodovia Castelo Branco, tem a maior receita per capita de pedágio no Estado de São Paulo. No ano passado, recebeu R$ 6,6 milhões, quase meio milhão a mais do que no ano anterior.

Leia mais notícias de São Paulo

Desde 2000, os repasses garantiram ao município R$ 35,9 milhões. O pedágio ajudou a prefeitura a fechar o último exercício com o caixa equilibrado, garante Simplício.

— Não dá para abrir mão de um recurso como esse.

Municípios com menos de 50 mil habitantes representam 80% dos beneficiários do ISS recolhido pelas concessionárias de rodovias. Em média, as pequenas cidades passaram a ter receita de ISS até quatro vezes maior do que a de cidades não cortadas pelos 5.400 km de rodovias com pedágio. Prefeitos desses municípios já se mobilizaram para ter parte nessa receita.

Ao todo, no ano passado, 256 municípios receberam R$ 379,9 milhões - 10% mais do que no ano anterior, segundo o governo estadual. Desde que o programa de concessões rodoviárias se consolidou, em 2000, o bolo somou mais de R$ 2,2 bilhões - 58 cidades passaram a receber o dinheiro em 2008.

Entre as grandes cidades, Campinas, que recebeu R$ 19,6 milhões no ano passado, e São Bernardo do Campo, com R$ 17,4 milhões, lideram o ranking em valor total recebido.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade

Vitrine de ofertas

Compartilhe
Compartilhe
Assalto na Dutra

Empresário morto ao saltar de carro em movimento era fã de armas e velocidade

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Crise no abastecimento

Moradores de Itu são obrigados a improvisar para conseguir água

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
17 anos

Sessão de tortura de garota queimada com cigarro durou quatro horas

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Você moraria nestes lugares?

Veja como estão imóveis que foram cenários de tragédias em São Paulo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de São Paulo

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!