São Paulo

30/6/2013 às 07h42 (Atualizado em 30/6/2013 às 14h13)

Corpo de menino boliviano morto durante assalto vai para Bolívia na terça-feira

Neste sábado, a polícia prendeu o segundo suspeito de ter participado do latrocínio

Do R7

Menino boliviano foi morto no colo da mãe porque chorava demais e os pais não tinham mais dinheiro Reprodução/Rede Record

O corpo do garoto Brayan Yanarico Capcha, de cinco anos, que foi assassinado por assaltantes em São Paulo, será levado para a Bolívia, na terça-feira (2), onde será sepultado. A criança foi velada na noite deste sábado (29), na sede da AESPE (Atendimento Especial ao Esquife), em Guarulhos, na Grande São Paulo.

Representantes do Consulado da Bolívia, em São Paulo, confirmaram uma reunião a partir das 16h de segunda-feira (1º), na sede do consulado, com os imigrantes que moram na capital paulista. Além de falarem com o cônsul, a comunidade boliviana irá aproveitar para fazer uma manifestação.

A polícia prendeu neste sábado (29) o segundo suspeito de ter participado do latrocínio — roubo seguido de morte — que terminou com a morte do garoto boliviano. A informação foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública que informou que o detido é um jovem de 18 anos.  Segundo o delegado Antônio Mestre Junior, ele não confessou participação no crime e foi preso em São Mateus, mesma região do assalto. 

Garoto boliviano de cinco anos morto por bandidos não gostava de viver no Brasil

Nesta sexta-feira (28), um outro jovem de 19 anos confessou ter participado do roubo. No entanto, ele negou que tenha atirado na criança. Ele teve o pedido de prisão temporário decretado e foi encaminhado para o 77° Distrito Policial (Santa Cecília), onde aguarda transferência para um Centro de Detenção Provisória. A polícia já havia identificado mais três outros suspeitos de participação no crime.

O crime

Um morador chegava em casa de carro, por volta da 0h30 desta sexta-feira (28), quando seis homens se aproximaram, cinco deles estavam encapuzados. Eles estavam com duas armas e quatro facas. Três famílias de origem boliviana moram na residência que fica na Vila Bela, em São Mateus, zona leste de São Paulo. O imóvel é dividido em cômodos com cama, armários, fogão, geladeira e pia.

As dez pessoas que estavam na casa foram levadas para um desses quartos, no piso superior e mantidas reféns. Brayan estava no andar de baixo e foi entregue à mãe por um dos assaltantes. Ele ficou assustado e começou a chorar no colo dela.

Os criminosos roubaram R$ 4.500 durante o assalto. Eles ainda pediam mais dinheiro e ficaram incomodados com o choro do menino. Um dos assaltantes, armado com um revólver, mandou a criança se calar, caso contrário, atiraria. Foi naquele momento que Brayan pediu para não ser morto e também para que não assassinassem a mãe dele.

O menino levou um tiro na cabeça depois que a mãe ajoelhou e mostrou a carteira vazia. Após o crime, eles fugiram levando o dinheiro. O menino foi levado a um hospital, mas já chegou morto à unidade de saúde. O corpo dele vai ser enterrado na Bolívia.

Os pais de Brayan vieram com ele para o Brasil há seis meses. Eles moravam e trabalhavam como costureiros no mesmo imóvel onde aconteceu o crime. Após a tragédia, a mãe disse que não quer mais continuar vivendo no País e vai voltar à Bolívia nos próximos dias. Brayan era filho único do casal.

Assista ao vídeo:

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
Compartilhe
Zona leste

Pai mata mulher, filha de quatro anos e tenta assassinar bebê dentro de casa

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Guarulhos

Polícia Civil investiga namorado de funkeira encontrada morta

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Durante o show

Último forró: marido traído executa “rei dos teclados” em Santo André

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Você moraria nestes lugares?

Veja como estão imóveis que foram cenários de tragédias em São Paulo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de São Paulo

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!