Criança morre atropelada ao correr atrás de gato; moradores tentam linchar motorista

Polícia Militar evitou a agressão e levou suspeito a delegacia da Vila Penteado

Do R7

Tábata tinha 11 anos Reprodução/TV Record

A menina Tabata Tadeu dos Santos, de 11 anos, morreu após ser atropelada por um caminhão na noite desta sexta-feira (20), na região da Vila Nova Cachoeirinha, na zona norte de São Paulo.

De acordo com moradores da região, Tábata corria atrás de um gato branco na rua.

O motorista do veículo que provocou o acidente foi agredido por vizinhos da criança e preso pela Polícia Militar. O caso foi encaminhado ao 72º Distrito Policial, na Vila Penteado.

O acidente aconteceu por volta das 21h30, na altura do numeral 100 da rua Professor Manoel Nogueira Padilha Sobrinho, na Vila Francos. A menina teria corrido para a rua tentando pegar um gato quando foi atingida pela carroceria de um caminhão. Ela foi prensada pela carroceria contra um carro que estava estacionado na rua, caiu e foi atropelada pelo caminhão.

Testemunhas disseram que a mãe viu a cena da janela de casa e gritava para o motorista do caminhão parar antes de atingir sua filha. A criança chegou a ser levada Hospital Mandaqui, mas morreu no pronto socorro.

O caminhoneiro fugiu do local. Ele chegou foi perseguido pelos moradores até o cruzamento das avenidas Inajar de Souza e Deputado Cantidio Sampaio, dois quilômetros distante do local do acidente, quando teve seu veículo fechado e foi agredido pelos moradores revoltados com o atropelamento.

As agressões só tiveram fim quando uma ambulância se aproximou do grupo. A Polícia Militar foi chamada e levou o motorista ao Distrito Policial, onde ele foi detido. Testemunhas afirmam que o caminhoneiro estava alcoolizado.

Leia mais notícias de São Paulo

  • Espalhe por aí:

Twitter

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!