“Ela se precipitou e dei a primeira facada nela”, diz suspeito de assassinar estudante da Unicamp

Jovem foi encontrada morta em trilha; jardineiro confessou o crime e foi detido

Marcelo Soares de Moraes da Silva, de 29 anos, confessou o crime
Marcelo Soares de Moraes da Silva, de 29 anos, confessou o crime Reprodução Rede Record

O jardineiro detido na tarde desta segunda-feira (3) em Limeira, interior de São Paulo, que confessou o assassinato de Sandra Andrade dos Santos, deu detalhes sobre o crime. Apesar de ter relatado para a polícia mais de uma versão para os fatos, Marcelo Soares de Moraes da Silva, de 29 anos, diz em vídeo feito no local onde o corpo da jovem foi encontrado que esfaqueou a vítima. 

Sandy, como era conhecida, era estudante de engenharia de manufatura do campus de Limeira da Unicamp e foi encontrada morta no último sábado (1) em uma trilha a cerca de 2,5 km da universidade. Santos foi levado para essa trilha e mostrou o local onde jogou a faca e a bolsa da estudante. 

— Eu parei o carro ali e foi onde ela pegou e se precipitou e dei a primeira facada nela. Ela correu assustada, eu me apavorei, tinha fumado uns baseados, e dei umas facadas nela. 

De acordo com a polícia, no dia do crime Sandy saiu da academia e foi vista entrando em um carro prata, que era de Santos. O suspeito diz que não a agrediu dentro do carro e não deixa claro o que estava fazendo com ela na trilha onde ocorreu o crime.