Small-house Faça do R7.com sua página inicial

SIM NÃO

São Paulo

3/6/2013 às 09h49 (Atualizado em 3/6/2013 às 09h51)

Funcionários do Metrô e da CPTM decidem nesta segunda-feira se entram em greve amanhã

Encontro no Tribunal Regional do Trabalho está previsto para às 15h; resultado deve sair à noite

Do R7

CPTM também decidiu, no dia 27, adiar a greve para esta terça (4) DIvulgação/CPTM

Os metroviários e ferroviários de São Paulo decidem nesta segunda-feira (3) se entram em greve a partir da 0h de amanhã (4). O encontro dos representantes do Sindicato dos Metroviários de São Paulo e da Companhia do Metropolitano de São Paulo no TRT (Tribunal Regional do Trabalho) da 2ª Região está marcado para às 15h.

A greve estava prevista para acontecer à 0h da última terça-feira (28), mas foi adiada na segunda (27), pois o sindicato da categoria e o Metrô não chegaram a um acordo e esperam melhor proposta do Governo de São Paulo. Os trabalhadores, porém, não descartaram uma paralisação, por isso um novo encontro acontece nesta segunda.

A reunião do último dia 27 foi remarcada porque a Companhia do Metropolitano de São Paulo concluiu que há possibilidade de prosseguir nas negociações, mas precisaria fazer alguns estudos.

Leia mais notícias de São Paulo

A categoria reivindica aumento real salarial de 14,6%, reajuste no vale-alimentação de R$ 218 para R$ 382,71 mensais, aumento de 24,3% no vale-refeição, plano de carreira e jornada de 36 horas.

Os funcionários das linhas 8—Diamante (Júlio Prestes-Itapevi), 9—Esmeralda (Osasco-Grajaú), 11—Coral (Luz-Estudantes) e 12—Safira (Brás-Calmon Viana) da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) também decidiram no último dia 27 adiar a greve para esta semana.

Se a categoria decidir entrar em greve, o TRT determina que sejam mantidos 100% dos trabalhadores no horário de pico (6h às 9h e das 17h às 19h) e 70% nos demais horários. A Linha 4—Amarela continuaria operando normalmente, já que é uma concessão privada.

Na anterior proposta de greve, os metroviários ainda insistiram em abertura da catraca como alternativa a greve. Porém, o TRT argumentou que o pedido esbara com a legislação vigente e implicaria na não paralisação dos trabalhadores, o que significaria a inexistência de uma greve.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
Compartilhe
Zona leste

Pai mata mulher, filha de quatro anos e tenta assassinar bebê dentro de casa

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Guarulhos

Polícia Civil investiga namorado de funkeira encontrada morta

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Durante o show

Último forró: marido traído executa “rei dos teclados” em Santo André

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Você moraria nestes lugares?

Veja como estão imóveis que foram cenários de tragédias em São Paulo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de São Paulo

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!