Small-house Faça do R7.com sua página inicial

SIM NÃO

São Paulo

26/12/2013 às 00h10 (Atualizado em 26/12/2013 às 10h26)

Furtos e roubos disparam no metrô de São Paulo. Saiba como se proteger

Índices mais do que dobraram em comparação com números do ano passado

Fernando Mellis, do R7

Segundo especialista, distração é um dos principais motivos para que as pessoas sejam furtadas André de Oliveira/Fotoarena/Estadão Conteúdo - 12.11.2013

Os roubos — quando há ameaça à vítima — dentro do metrô de São Paulo cresceram 71% em novembro, em comparação com o mesmo mês de 2012, segundo dados da SSP (Secretaria da Segurança Pública), divulgados na terça-feira (24). Os furtos também subiram. Entre janeiro e novembro deste ano, em relação ao ano passado, a alta foi de 58%.

Roubo de veículos aumenta no mês de novembro em São Paulo

Roubo seguido de morte aumenta 43% na capital 

O R7 ouviu o especialista em segurança Marcy Campos Verde, que afirma ser possível minimizar a chance de ser alvo dos bandidos dentro do metrô.

— O criminoso vai olhar, em um primeiro momento, quem tem alguma coisa que valha a pena, qual retorno ele vai ter. Em um segundo momento, ele vai ver quem está mais fácil, distraído.

Leia mais notícias de São Paulo

Veja outras orientações do especialista:

Procurar não chamar a atenção. Segundo Verde, evitar mostrar smartphones ou um relógio caro, por exemplo, pode diminuir a chance de ser escolhido por um assaltante.

Estar onde houver mais pessoas. Vagões com poucas pessoas ou sem ninguém podem facilitar a ação de criminosos, inclusive armados. A dica é permanecer onde tiver mais gente.

Pertences próximos ao corpo. Bolsas, mochilas e carteiras devem estar sempre em frente ao corpo.

Atenção com soneca e música. Quem gosta de dormir durante a viagem pode ser furtado, mesmo com a mochila na frente, de acordo com o especialista. Em muitos casos, o passageiro não percebe que alguém está abrindo o zíper da bolsa.  Ele ainda alerta que nem sempre os outros veem esses crimes acontecerem.

Cuidado com a carteira. Nas bilheterias ou locais de recarga de bilhete, o usuário deve sempre levar o dinheiro que vai usar separado. De acordo com Verde, mostrar o que há dentro da carteira em uma fila costuma ser um chamariz para algum bandido que esteja de olho.

Outro lado

Procurada, a assessoria de imprensa do Metrô enviou na tarde desta quarta-feira (25) uma nota em que ressalta o reconhecimento internacional do transporte paulistano e afirma que o índice de crimes é de uma ocorrência por milhão de passageiros transportados mensalmente. A taxa, segundo a companhia, está dentro dos padrões mundiais. 

Leia a nota na íntegra:

"O Metrô de São Paulo é reconhecido internacionalmente como um dos melhores do mundo. Recebeu em 2012 o prêmio de Melhor Metrô das Américas, concedido durante o The Metros Awards, a principal premiação do setor metroviário internacional, pelo alto índice de confiabilidade, segurança e regularidade. A Companhia informa que o indicador de ocorrências que incluem furtos vem se mantendo estável no sistema desde 2011. O Metrô registra 1 ocorrência por grupo de 1 milhão de passageiros transportados. Esse índice está abaixo dos padrões internacionais estipulado para metrôs, que é de 1,5 ocorrência/milhão.

Para manter o nível de segurança, a rede metroviária conta com 3.077 câmeras ao longo de suas 5 linhas em todas as 64 estações. Todas são integradas aos Centros de Controle de Segurança, e estão em plataformas, áreas de acesso e circulação das estações, e trens. Cada composição conta em média com 24 câmeras. Os Centros de Controle de Segurança mantém contato ponto a ponto com a Copom (Central de Operações da Polícia Militar). As 64 estações têm rondas permanentes feitas por 1.264 agentes de segurança que trabalham uniformizados e também descaracterizados (sem uniforme).

O Metrô também disponibiliza o serviço SMS-Denúncia, pelo telefone 9 7333-2252, incentivando os passageiros a denunciarem qualquer tipo de irregularidade nos trens e estações. Além disso, a Companhia investe em campanhas de alerta aos usuários, por meio de cartazes e avisos sonoros constantes em trens e estações, recomendando cuidados especiais com bolsas, mochilas e objetos de valor".

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
Compartilhe
Zona leste

Pai mata mulher, filha de quatro anos e tenta assassinar bebê dentro de casa

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Guarulhos

Polícia Civil investiga namorado de funkeira encontrada morta

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Durante o show

Último forró: marido traído executa “rei dos teclados” em Santo André

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Você moraria nestes lugares?

Veja como estão imóveis que foram cenários de tragédias em São Paulo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de São Paulo

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!