Madrugada tem 60,7% de chuva esperada no mês e queda de árvores

Houve queda de 32 árvores. Ventos chegaram a atingir 58,7 km/h

Queda de árvore na Avenida Parada Pinto, na Vila Nova Cachoeirinha, durante o temporal que atingiu a cidade de São Paulo, SP, na noite desta sexta-feira (20) e madrugada de sábado (21)
Queda de árvore na Avenida Parada Pinto, na Vila Nova Cachoeirinha, durante o temporal que atingiu a cidade de São Paulo, SP, na noite desta sexta-feira (20) e madrugada de sábado (21) EDISON TEMOTEO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O temporal que atingiu São Paulo na madrugada deste sábado (21) provocou transtornos em toda a região metropolitana. Houve queda de 32 árvores e todas as regiões entraram em estado de atenção. De acordo com a Prefeitura, o volume de chuva até as 7h foi de 60,7% do esperado para o mês inteiro e os ventos chegaram a atingir 58,7 km/h.

Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), a capital entrou em estado de atenção para alagamento por volta da meia-noite. O alerta durou uma hora e meia e o Córrego Ipiranga, na zona sul, registrou extravasamento na altura da Praça Leonor Kaupa.

Do início da madrugada até as 10h45, a Prefeitura também relatou 32 quedas de árvore em todas as regiões. Entre os bairros afetados estão Pinheiros, na zona oeste; Itaquera, na zona leste; Casa Verde, na norte; e Sé, no centro.

Com chuva, nível do Cantareira sobe para 65,2%

No início da manhã, um muro desabou na Avenida Ministro Roberto Cardoso Alves, em Santo Amaro, na zona sul. Ainda houve inundação no bairro.

Público deve enfrentar chuva e frio na Virada Cultural