São Paulo

26/3/2013 às 16h53 (Atualizado em 1/4/2013 às 18h22)

Ministério Público quer que atropelador de skatista fique preso por tempo indeterminado

Estudante de 15 anos morreu após ser atingido por veículo em alta velocidade em Guarulhos

Do R7

Estudante Gabriel Luiz da Silva Pinto, de 16 anos, foi atropelado em uma avenida, em Guaruhos, enquanto andava de skate Reprodução/Rede Record

O Ministério Público de São Paulo pediu à Justiça que o motorista que atropelou um skatista de 15 anos no último domingo (24) fique preso por tempo indeterminado. O promotor Rodrigo Merli solicitou "a conversão do flagrante em prisão preventiva" nesta terça-feira (26). Para ele, o atropelador deve ficar preso "para a manutenção da ordem pública, para a conveniência da instrução criminal e também para se assegurar a futura aplicação da lei penal".

O condutor, de 26 anos, foi transferido, na tarde desta segunda-feira (25), do 1º Distrito Policial de Guarulhos, na Grande São Paulo para o CDP (Centro de Detenção Provisória) de Pinheiros. Ele dirigia sem carteira de habilitação.

Exames confirmaram que o motorista dirigia embriagado. De acordo com a nova lei, ele pode pegar de seis meses a três anos de prisão. Além disso, vai responder por homicídio doloso, por ter assumido os riscos de dirigir bêbado.

Leia mais notícias de São Paulo

O acidente aconteceu na madrugada de domingo. O estudante Gabriel Luiz da Silva Pinto, de 16 anos, foi atropelado em uma avenida, em Guaruhos, enquanto andava de skate.

O dono do carro deve ser ouvido pela polícia anda nesta terça-feira (26). O automóvel foi apreendido. O motorista disse à polícia que o veículo é do patrão dele, dono de uma empresa de telefonia.

 

 

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade

Vitrine de ofertas

Compartilhe
Compartilhe
Assalto na Dutra

Empresário morto ao saltar de carro em movimento era fã de armas e velocidade

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Abusos

Menina de 13 anos sobrevive após ser estuprada e jogada em rio de Mairiporã

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
17 anos

Sessão de tortura de garota queimada com cigarro durou quatro horas

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Você moraria nestes lugares?

Veja como estão imóveis que foram cenários de tragédias em São Paulo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de São Paulo

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!