R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

23 de Setembro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/São Paulo/Notícias

Icone de São Paulo São Paulo

publicado em 02/12/2010 às 16h16: atualizado em: 02/12/2010 às 18h16

Estudante é encontrado morto na USP

Corpo foi encontrado na manhã desta quinta-feira (2) na praça do Relógio Solar

Do R7, com Agência Record

Publicidade

Um estudante da USP de 42 anos foi encontrado morto nesta quinta-feira (2) na Cidade Universitária, informou a assessoria de imprensa da USP (Universidade de São Paulo). A Polícia Militar foi acionada, mas ao chegar ao local, o homem já estava morto. Ele estava na praça do Relógio Solar da Cidade Universitária, próximo ao prédio da administração central.

Por meio de nota, a USP informou que Samuel de Souza era aluno da graduação da FFLCH (Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas) e morava no conjunto residencial da USP. Até as 18h, não havia informações sobre as causas da morte.

De acordo com a assessoria de imprensa da universidade, o corpo foi encontrado pela Guarda Universitária por volta das 10h desta quinta-feira. O Sintusp, sindicato dos trabalhadores da USP, diz que o Hospital Universitário foi acionado, mas nenhum socorro foi encaminhado.

Segundo a USP, não foi prestado atendimento, porque o estudante foi encontrado sem vida. Claudionor Brandão, diretor do Sintusp, dá uma versão diferente. Ele diz que Souza estava passando mal e caiu na praça. A Polícia Civil descarta crime. O delegado Leonardo Manuel de França, que esteve no local, informou que o corpo não apresentava sinais de violência.

A universidade lamentou a ocorrência. A Coseas (Coordenaria de Assistência Social) da universidade já entrou em contato com a família do rapaz, informou a USP. A pedido da família, o corpo será levado para a cidade de Juazeiro (BA). O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal).

Outros casos

A Universidade de São Paulo soma outros casos envolvendo mortes de estudantes dentro de seus campi. O mais famoso deles é o de Edison Tsung Chi Hsuen, calouro do curso de medicina, que morreu afogado durante um trote na piscina da Associação Atlética da USP, em 1999.

Os acusados eram veteranos de medicina, que foram denunciados por homicídio qualificado e por afogamento. No entanto, os então médicos formados foram inocentados pela Superior Tribunal de Justiça sete anos mais tarde, por “falta de justa causa a embasar a denúncia”.


 
Veja Relacionados:  USP, estudante morto
USP  estudante morto 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping