R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/São Paulo/Notícias

Icone de São Paulo São Paulo

publicado em 24/11/2011 às 16h30: atualizado em: 24/11/2011 às 18h15

Estudantes da USP fazem protesto
e ocupam a avenida Paulista

Alunos estavam em frente ao hospital Santa Catarina, no sentido Consolaçãoi

Do R7*


Publicidade

Por volta das 16h30 desta quinta-feira (23), estudantes da USP (Universidade de São Paulo) faziam um protesto e ocupavam as quatro faixas da avenida Paulista, na altura do hospital Santa Catarina, no sentido Consolação. Eles se reuniram na praça Oswaldo Cruz e devem caminhar até o Masp (Museu de Arte de São Paulo). 

No horário, a Polícia Militar tentava negociar com os estudantes para que eles ocupassem apenas duas faixas. Eles gritavam "Serra a culpa é sua, hoje a aula é na rua".

Leia mais notícias do R7

Segundo o major Marcelo Tignatari, comandante do 11º Batalhão da Policia Militar e responsável por supervisionar a manifestação dos estudantes da USP, o ato descumpriu o combinado e ocupou as quatro faixas da avenida Paulista.

- Era para eles deixaram pelo menos uma faixa livre para não atrapalhar o trânsito da cidade, mas eles não cumpriram. Deixamos que eles tomassem as quatro faixas para evitar conflitos. 

Veja a cobertura completa dos confrontos

Camila Lui, de 25 anos e estudante de ciências sociais, faz parte da comissão de segurança do protesto. Segundo ela, a ideia da manifestação era ocupar três faixas, mas os estudantes acabaram ocupando quatro.
 
- O plano é irmos até a praça dos Ciclistas e depois voltarmos para o vão do Masp, onde está programada uma aula pública sobre democracia às 18h.

Na noite desta última quarta-feira (23), cerca de 3.000 alunos se reuniram para uma assembleia, que decidiu prosseguir com a greve, que começou no dia 8 de novembro.

O grupo é contra a presença da Polícia Militar no campus. Além do fim do convênio da reitoria com o governo do Estado, que permite a presença da PM no campus, os alunos querem a anistia dos 73 detidos na reintegração de posse da reitoria, ocorrida na semana passada. 

Os estudantes detidos correm o risco de serem processados por depredação do patrimônio público e descumprimento de ordem judicial. 

Entenda o caso 

A ocupação foi feita por um grupo de alunos, por volta da 0h30 de quarta-feira (2), após assembleia que determinou o fim da ocupação do prédio administrativo da FFLCH que era ocupado em protesto contra a prisão de três alunos que foram pegos com maconha no campus.

As principais reivindicações dos manifestantes que invadiram a reitoria são a suspensão do contrato entre a universidade e a SSP (Secretaria de Segurança Pública) - que aumentou o efetivo da Polícia Militar no campus - e a anulação dos processos administrativos que alunos e funcionários sofrem desde outros protestos.

*Colaborou a estagiária Julia Boarini


Veja Relacionados:  estudantes,protesto
estudantes  protesto 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping