R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

31 de Outubro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/São Paulo/Notícias

Icone de São Paulo São Paulo

publicado em 01/03/2012 às 21h57:

Internautas postam vídeos de acidentes
em parques de diversões pelo mundo

Na última sexta-feira, uma adolescente morreu ao cair de um brinquedo no Hopi Hari

Do R7, com Jornal da Record

Publicidade

Acidentes em parques de diversão são bem mais frequentes do que se imagina. Uma rápida busca por vídeos na internet revela uma infinidade de casos assustadores ao redor do mundo. Na semana passada, a garota Gabriela Mishimura, de 14 anos, morreu após a falha em um brinquedo do parque Hopi Hari, em Vinhedo, no interior de São Paulo.

Em um dos vídeos, um homem é visto pendurado numa roda gigante com defeito nos Estados Unidos. A amiga tenta puxá-lo pela camisa, mas ele despenca e bate nas vigas de ferro do brinquedo. Ferido e em choque, precisou ser resgatado por funcionários do parque.

Leia mais notícias do R7

Alguns não sobrevivem à brincadeira. Um homem de 22 anos morreu no parque mais famoso do mundo, a Disney. Uma roda se soltou do trenzinho da montanha russa, a locomotiva se desprendeu e esmagou o peito do jovem.

Cadeira de parque estava inoperante havia dez anos 

Dois anos de investigações apontaram falhas de manutenção e negligência de funcionários. O parque da Califórnia assumiu a culpa e foi obrigado a rever todo o esquema de manutenção e treinamento, além de pagar uma indenização, estimada em mais de 1 milhão de dólares, para os pais da vítima.

Por ano, cerca de 9.000 pessoas vão parar no hospital devido a acidentes em parques de diversão nos Estados Unidos. Metade dos casos envolve crianças. Os ferimentos mais comuns, segundo as estatísticas do governo, acontecem no pescoço, nas costas e na cabeça. Fraturas e ataques cardíacos também estão na lista dos problemas mais frequentes quando a diversão vira tragédia.

Hopi Hari

A cadeira do brinquedo La Tour Eiffel, do parque Hopi Hari, nunca mais será usada de acordo com a promotora Ana Beatriz Sampaio Silva Vieira. A afirmação foi feita por ela, no final da tarde desta quinta-feira (1º), durante a assinatura entre o Ministério Público e representantes do parque em Vinhedo, a 79 km de São Paulo, de um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta).

- Jamais deveria ter sido usada [a cadeira em que a adolescente estava] e o parque falhou quando não mostrou que esse assento não poderia estar funcionando.

A assinatura do TAC ocorreu no Fórum de Vinhedo uma semana após uma adolescente de 14 anos morrer ao cair de uma altura de cerca de 30 m quando estava no brinquedo.

Segundo a promotora Ana Beatriz, o parque de diversões ficará fechado por dez dias corridos, contados a partir desta sexta-feira (2).

Segundo acidente da história

Ainda de acordo com a promotora Ana Beatriz, a empresa fabricante do brinquedo La Tour Eiffel, a suíça Itamin, tem 40 equipamentos iguais ao do Hopi Hari em parques temáticos espalhados pelo mundo. O primeiro acidente que envolve um desses equipamentos aconteceu em 1999 nos Estados Unidos. Por causa desse acidente, a empresa decidiu incrementar o brinquedo com cintos de segurança. A morte da adolescente Gabriela Mishimura é o segundo acidente da história do brinquedo no mundo.

Veja vídeo postado por usuário na internet em que cadeira aparece vazia:

Elevador Hopi Hari La Tour Eiffel 2011. por thevideos no Videolog.tv.


Assista ao vídeo:

  

 

 

Veja Relacionados:  tac,ministério,público
tac  ministério  público 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping