R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

26 de Outubro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/São Paulo/Notícias

Icone de São Paulo São Paulo

publicado em 22/05/2012 às 20h19:

Metrô e CPTM entram em greve nesta quarta

Determinação do TRT obriga metroviários a manter 100% da frota em horário de pico

Do R7, com Agência Record


Publicidade

Os funcionários das linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 5-Lilás do Metrô e das linhas 11-Coral e 12-Safira da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) vão entrar em greve a partir da 0h desta quarta-feira (23). A decisão foi tomada durante assembleias  realizadas pelos sindicatos dos metroviários e dos ferroviários na noite desta terça-feira (22). 

O anúncio foi feito pelos metroviários após uma audiência de instrução realizada na sede do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) entre representantes do sindicato e da Companhia do Metropolitano de São Paulo. Após a audiência terminar sem acordo, a Justiça determinou que 100% do efetivo do Metrô trabalhe nos horários de pico (das 5h às 9h e das 17h às 20h). O sindicato, porém, informou que não irá cumprir a determinação.

Segundo Alexandre Leme, diretor do sindicato, a categoria não irá respeitar a liminar da Justiça porque isso significaria não ter greve. Ele disse ainda, que a empresa deve colocar trens em circulação operados por supervisores, mas garantiu que os metroviários não irão colaborar com a medida.

Leia mais notícias de São Paulo

CPTM faz assembleia e também pode parar amanhã

A decisão do TRT obriga ainda os metroviários a colocarem 85% da frota nos demais horários. O Tribunal proibiu também a prática de catraca livre. Caso os metroviários descumpram a decisão do TRT, ficou determinada multa diária de R$ 100 mil, em favor de entidades determinadas pelo Ministério Público do Trabalho.

Reivindicações

Os metroviários exigem 5,13% de reajuste salarial, 14,99% de aumento real, vale-alimentação de R$ 280,45 e reajuste de 23,44% para o vale-refeição. Também querem equiparação salarial, 36 horas semanais, adicional risco de vida de 30%, periculosidade sobre todos os vencimentos, plano de saúde acessível para os aposentados e reintegração de todos os demitidos em 2007.

Acidente em São Paulo 

A decisão foi tomada pelos sindicalistas quase uma semana após dois trens da linha 3-Vermelha (Corinthians/Itaquera - Palmeiras/Barra Funda) do Metrô bateram. O acidente ocorreu por volta das 9h50 do dia 16 de maio perto da estação Carrão, na zona leste da capital paulista.

Segundo o secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, a velocidade da composição que bateu na traseira da outra era de, no máximo, 12 km/h. O secretário afirmou que o acidente foi causado por uma falha em uma das placas de circuito eletrônico da linha, responsável pelo controle da velocidade dos trens.

Greves pelo País

Em outras cinco capitais, a greve de metroviários e ferroviários completa nove dias nesta quarta-feira. As cidades de Belo Horizonte (MG), Recife (PE), Maceió (AL), João Pessoa (PB) e Natal (RN) estão operando com apenas 30% da capacidade de seus metrôs. 

Em Porto Alegre, metroviários realizaram paralisação de 24 horas na segunda-feira (21). Na capital do Maranhão, São Luís, a frota rodoviária está paralisada desde segunda-feira.

Assista ao vídeo:

 

Veja Relacionados:  METRO
METRO 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping