R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/São Paulo/Notícias

Icone de São Paulo São Paulo

publicado em 23/05/2012 às 11h25:

Metroviários e governo farão nova rodada de negociações no tribunal do trabalho

Ao mesmo tempo, assembleia da categoria vai definir os rumos da greve

Agência Estado

Publicidade

Representantes do Sindicato dos Metroviários de São Paulo farão nova reunião de conciliação no TRT (Tribunal Regional do Trabalho), no centro de São Paulo, ao meio-dia desta quarta-feira (23), para discutir a paralisação iniciada à meia-noite.

Na terça-feira, após terminar sem acordo a audiência de conciliação entre o sindicato dos metroviários e representantes do Metrô de São Paulo no TRT da 2ª Região, a desembargadora Anélia Li Chum determinou que 100% dos metroviários deveriam trabalhar nos horários de pico, ou seja, das 5h às 9h e das 17h às 20h.

Não conseguiu pegar o metrô? Envie seu relato para o R7

Leia mais notícias de São Paulo 

Segundo a assessoria do sindicato, a determinação não foi cumprida e 100% dos trabalhadores aderiram à paralisação. Apenas supervisores da companhia estão trabalhando, disse a assessoria. Em relação à multa de R$ 100 mil diária, a assessoria informou que o sindicato vai discutir se fará o pagamento apenas depois de ser comunicado. Também ao meio-dia será realizada uma nova assembleia, na sede do sindicato, na Tatuapé, zona leste da capital, para decidir o rumo da greve.

Segundo informações da assessoria do sindicato dos metroviários, os trens do metrô estariam sendo operados na manhã desta quarta-feira por supervisores, instrutores e ex-operadores de trens que não estariam aptos para a função. Já de acordo com o Metrô, esses supervisores estão preparados para operar as composições pois já teriam exercido a função anteriormente.

Veja a situação do trânsito minuto a minuto

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, cancelou um evento que teria na manhã desta quarta-feira (23) para se dedicar integralmente à questão da greve do Metrô e da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), informou a assessoria do governo do Estado.

Alckmin tinha programada uma agenda relativa ao Programa São Paulo Solidário na cidade de Miracatu, na Serra do Cafezal.

Mais cedo, o governador afirmou em entrevista que considera a greve “eleitoreira” e fruto da ação de um “grupelho radical”.
O secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, afirmou que o "sindicato precisa ter mais cidadania".

— Já demos reposição da inflação do período. Além disso, demos mais um ganho efetivo, de 1,5%. O sindicato pede 15%. Não há lugar nenhum no mundo que há ganho de produtividade de 15%. É quase que provocar um impasse. Queremos sair dessa situação o mais rápido possível, agora há situações em que não há como, não há recursos financeiros para cobrir um pedido desmedido de 15% a mais.

De acordo com o sindicato, os funcionários exigem 5,13% de reajuste salarial, 14,99% de aumento real, vale-alimentação de R$ 280,45 e reajuste de 23,44% para o vale-refeição. Também querem equiparação salarial, 36 horas semanais, adicional risco de vida de 30%, periculosidade sobre todos os vencimentos, plano de saúde acessível para os aposentados e reintegração de todos os demitidos em 2007.

De acordo com o Metrô, o salário médio de um metroviário é de R$ 4.060, além de benefícios como vale-transporte, assistência médica, auxílio-refeição, entre outros.

Assista ao vídeo:

 

 

Veja os trechos do metrô que estão funcionando nesta quarta-feira
Metrô
Azul (Tucuruvi - Jabaquara)
Os trens circulam com velocidade reduzida entre as estações Luz e Ana Rosa
Verde (Vila Madalena - Vila Prudente)
Os trens circulam com velocidade reduzida entre as estações Ana Rosa e Clínicas
Vermelha (Corinthians/Itaquera - Palmeiras/Barra Funda)
Os trens circulam com velocidade reduzida entre as estações Bresser e Santa Cecília
Amarela (Luz - Butantã)
O funcionamento era normal
Lilás (Capão Redondo - Largo Treze)
O funcionamento era normal
CPTM
Coral (Luz - Estudantes)
Não funciona nesta quarta
Safira (Brás - Calmon Vianna)
Não funciona nesta quarta

 

 

 
Veja Relacionados:  greve,metro,protesto,governo,trt
greve  metro  protesto  governo  trt 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping