R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

16 de Setembro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/São Paulo/Notícias

Icone de São Paulo São Paulo

publicado em 12/09/2012 às 17h28: atualizado em: 12/09/2012 às 10h44

Mortos pela Rota em Várzea Paulista reagiram à ação policial, afirma Geraldo Alckmin

Para governador, "quem não reagiu está vivo"; nove morreram em operação

Do R7, com Rede Record

Publicidade

O governador Geraldo Alckmin disse nesta quarta-feira (12) que os nove suspeitos mortos em ação da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar) na tarde de terça-feira (11), em Várzea Paulita, reagiram à ação policial.

denúncia anônima de que aconteceria um "tribunal do crime" no local. Para o comandante geral da PM, coronel Roberval França, a ação dos policiais foi “legítima”..

Para o governador, as oito prisões realizadas na terça mostram que alguns criminosos se entregaram sem reagir. Ele afirmou, ainda, que a resistência seguida de morte será investigada pela policia e pelo DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa). Para Alckmin, a polícia agiu em um "episódio com um grande número de criminosos".

Leia mais notícias de São Paulo

Durante a ação, nove integrantes da quadrilha organizada morreram e oito foram presos. Segundo a PM, a Rota recebeu uma denúncia anônima de que aconteceria um "tribunal do crime" no local e iniciou as buscas. Para o comandante-geral da PM, coronel Roberval França, a ação dos policiais foi “legítima”. 

— A área de inteligência da Rota recebeu uma denúncia anônima de que estaria ocorrendo ou iria ocorrer um tribunal do crime na cidade de Várzea Paulista. As informações davam conta da presença de um grande número de criminosos reunidos para o julgamento de um estupro de uma menina de 12 anos de idade.

Ação isolada

A PM informou que a ação realizada nesta terça-feira não tem relação com qualquer outro acontecimento envolvendo a Rota. França declarou que o trabalho dos policiais não foi uma resposta à onda de violência sofrida pela corporação este ano.

— Essa ação é uma resposta a uma denúncia anônima de um tribunal do crime.

De acordo com o coronel, 67 policiais militares morreram este ano no Estado — sendo três em serviço — e 92 foram vítimas de tentativa de homicídio. Durante o ano inteiro de 2011, há o registro de 48 mortes de PMs. Para França, o aumento das mortes indica uma mudança de comportamento dos criminosos.

— Até agora temos uma média de um confronto [entre PM e criminosos] a cada três dias. Isso demonstra que os criminosos estão confrontando a polícia e a polícia está se fazendo presente e tem realizado o enfrentamento, mas é importante dizer que 83% dos criminosos que enfrentam a polícia saem vivos.

 

Veja Relacionados:  pcc, rota, prisão, morte, troca de tiros
pcc  rota  prisão  morte  troca de tiros 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping