R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

30 de Setembro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/São Paulo/Notícias

Icone de São Paulo São Paulo

publicado em 28/05/2011 às 15h13: atualizado em: 28/05/2011 às 15h42

PMs envolvidos em tentativa de roubo a
caixa usaram copos plásticos para cobrir sensores

Três suspeitos foram presos na madrugada deste sábado após o crime

Do R7


Publicidade

Os policiais envolvidos na explosão de um caixa eletrônico de uma agência bancária na zona sul de São Paulo, na madrugada deste sábado (28), usaram copos plásticos para para cobrir os equipamentos de segurança com objetivo de tampá-los. A tentativa de furto ocorreu na avenida Armando Arruda Pereira, no bairro Jabaquara. 

Dois policiais foram presos em flagrante e um terceiro acabou sendo detido suspeito de ajudar na ação. Ele estava em serviço e, segundo a polícia, foi descoberto por causa de uma mensagem via SMS que o avisava sobre a aproximação dos homens da polícia do local do crime.

No crime, os homens entraram pelos fundos do banco e estariam se preparando para explodir os caixas, quando policiais do GOE (Grupo de Operações Especiais), que passavam pelo local, desconfiaram e entraram no banco.

O caso foi registrado no 35ª DP (Distrito Policial) do Jabaquara.

Explosivos

O uso de explosivos para atacar caixas eletrônicos já se tornou a maior arma usada pelos bandidos para roubar dinheiro desse tipo de equipamento em São Paulo. Em São Paulo, levantamento feito pelo R7, em conjunto com a Agência Record, mostrou que, de 1º de janeiro até o dia 15 de maio, foram registrados 57 ataques a caixas eletrônicos, sendo que em 33 casos houve explosão.

Crescimento do crime

Vanderlei Reis, gerente de tecnologia da TecBan, empresa que trabalha com segurança bancária, conta que explosões a caixas eletrônicos são um tipo de crime recente no país e que vem crescendo a cada dia.

- Vai fazer um ano [em junho] que o Brasil começou a sofrer esse tipo de ataque, é novo. Essa modalidade já ocorre há alguns anos em outros países, como Bélgica, França e Suíça. Para combater [nestes países], eles desenvolveram dispositivos inteligentes que inutilizam as cédulas e o crime foi a zero.

Tomando como exemplo a estratégia internacional, há um ano começou a ser instalado no país um dispositivo que solta uma tinta avermelhada e mancha as notas na hora do ataque aos caixas. O aparelho está instalado, hoje, em aproximadamente 12 mil caixas no Brasil e em pelo menos 5.000 em SP, de acordo com Reis. 

Saiba o que fazer com as notas manchadas

A onda de explosões em caixas eletrônicos pelo país fez com que as empresas responsáveis por essas máquinas começassem a instalar um dispositivo que libera tinta nas notas quando os equipamentos são estourados. O sistema está instalado, hoje, em aproximadamente 12 mil caixas no Brasil e em pelo menos 5.000 em São Paulo, segundo a TecBan, empresa que trabalha com segurança bancária.

As notas manchadas não podem ser lavadas e ficam inválidas, não podem ser usadas para comprar nada. Caso alguém receba uma destas cédulas, deve procurar uma agência bancária ou uma delegacia de polícia. A tinta é rastreável e, ao receber dinheiro manchado, a polícia inicia perícia e investigação para ver se as notas são fruto de um ataque a caixa eletrônico. Neste caso, a pessoa que recebeu a nota deverá ajudar os policiais, explicando onde pegou o dinheiro manchado.

Após entregar a nota, o consumidor receberá ainda um recibo para posterior troca do dinheiro. Isso porque essa cédula será encaminhada ao Banco Central para exame e destruição. Após o exame, o cidadão será ressarcido se a nota for legítima.

Assista ao vídeo:

 

 

 

 


Veja Relacionados:  pm, roubo, caixa eletrônico, segurança
pm  roubo  caixa eletrônico  segurança 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping