R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

1 de Novembro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/São Paulo/Notícias

Icone de São Paulo São Paulo

publicado em 25/05/2010 às 11h24:

Litro de gasolina a R$ 1,18 faz motoristas
formarem fila em frente a posto na zona oeste

Na avenida Sumaré, zona oeste, posto quer vender seis mil litros

Do R7*

Fiscais da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) tentavam impedir a formação de longas filas de congestionamento na rua Bartira, zona oeste de São Paulo, por volta das 10h30 desta desta terça-feira (25). Mesmo assim, no horários, pelo menos 30 carros se "espremiam" ao lado do posto de combustível situado no cruzamento entre a rua e a avenida Sumaré.

Alguns motoristas estavam no local há mais de 30 minutos, mas o tempo de espera não importava. Todos queriam garantir o tanque cheio economizando 52% do valor normal. Nesta manhã, o posto, da bandeira Ipiranga, aderiu ao movimento contra impostos "Endireita Brasil" e passou a vender a gasolina mais barata. O litro, que normalmente é comercializado a R$ 2,49, saiu por R$ 1,18.

O movimento começou às 9h e, segundo o frentista Cosme Amaro Fernandes, o primeiro cliente que começou a abastecer às 9h chegou por volta das 7h30. No local, eles vão abastecer seis mil litros no valor de R$ 1,18. Às 10h40, já tinham abastecido 1.500 litros.

O motoboy Ivonildo Araújo Bonfim, exerce a profissão há oito anos diz que sente lesado com os preços normais da gasolina.

- Geralmente eu pago R$ 2,48 por litro da gasolina e hoje percebi a diferença dos impostos que o Estado oferece pra gente.

O movimento acontece em vários postos de oito capitais, como Porto Alegre, Salvador, Brasília, Vitória e São Paulo. Ele é feito desde 2006 e tem o objetivo alertar os clientes sobre o valor dos impostos que é pago na hora de abastecer.
 

A campanha é feita no Dia da Liberdade de Impostos, por um gupo que banca os prejuízos da compra do combustível com imposto para vendê-lo sem.

Ricardo Sales, o líder do movimento em São Paulo, diz que a intenção é conscientizar a população sobre o preço do Estado sobre a economia dos contribuintes. Por isso, em dias de venda de gasolina barata, o grupo que faz o movimento leva prejuízo. 

- Não fazemos com mais frequencia porque compramos com impostos e levamos prejuízos em dias como esse.

O fisioterapeuta André Agostini, diz que sabe dos impostos que paga para o governo em vários produtos. Segundo ele, a campanha é importante para mostrar o quanto se gasta em impostos.

O motorista Carlos Eduardo Evangelista, diz que sente um "verdadeiro palhaço" ao pagar impostos. Ele explica que, mesmo tendo um carro flex (que aceita álcool e gasolina), gasta cerca de R$ 300 de gasolina por mês.

- Pago muitos impostos e não vejo benefícios no país.

Por causa do preço baixo da gasolina, muita fila foi formada no posto. Nos arredores da avenida Sumaré, principalmente na esquina com a avenida Bartira, moradores de casas vizinhas precisavam aguardar para sair das garagens. Nesta manhã, o grupo responsável pelo movimento distribuiu narizes de palhaço para os frentistas e para os clientes. Motociclistas estavam saindo do posto na avenida Sumaré após o abastecimento com o nariz de palhaço.

* Colaborou a estagiária Auris Sousa

Veja Relacionados:  postos,combustíveis,fazem,movimento,vendem,gasolina,mais,barata
postos  combustíveis  fazem  movimento  vendem  gasolina  mais  barata 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping