R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/São Paulo/Notícias

Icone de São Paulo São Paulo

publicado em 05/02/2010 às 20h08:

Raios em janeiro de 2010 triplicaram em São Paulo

Estado foi atingido por 439.753 raios; em janeiro de 2009 foram 136.942

Clayton Freitas, do R7

Levantamento divulgado pelo Elat (Grupo de Eletricidade Atmosférica), do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), aponta que o número de raios que atingiram o Estado de São Paulo em janeiro de 2010 foi 439.753, o triplo do registrado no mesmo mês de 2009, 136.942. Só a capital foi atingida por 4.138 raios em 2009 e 14.710 em 2010, também o triplo, no comparativo dos meses de janeiro.

Saiba o que você pode fazer para escapar de uma descarga elétrica

No Estado do Rio também houve aumento, passando de 40.146 em 2009 para 74.251 em janeiro de 2010. Só na capital fluminense, o número passou de 874 em 2009 para 1.843 em 2010, mais do que o dobro.

Em 2009 um total de 64 morreram vítimas de raios no país. Em janeiro de 2010 já são 16 mortos, sendo dez só no Estado de São Paulo. É muito raro alguém sair vivo se for atingido por um raio. Entretanto, existem algumas medidas que podem ser adotadas.

As fortes chuvas que atingiram o Sudeste do país desde 1º de dezembro de 2009 mataram um total de 72 pessoas só no Estado de São Paulo. A Secretaria Nacional de Defesa Civil aponta que ao menos 196 pessoas morreram por conta dos temporais que atingem os sete Estados das regiões Sul e Sudeste do país.


Os números impressionam até o coordenador do Elat, Osmar Pinto Junior. Pinto Junior afirma que o aumento na quantidade de raios já era aguardado. O que surpreendeu foi a intensidade do aumento, muito além do previsto. Entre os motivos estão a influência do fenômeno El Niño na região e as altas temperaturas que vêm sendo registradas no Oceano Atlântico.

- Resumindo tudo isso, esse aumento está em concordância com a previsão, embora a intensidade esteja acima do que esperava e nos surpreende que tenha crescido tanto.

A incidência dos raios devem se intensificar até o mês de abril, segundo o Elat. O órgão monitora a incidência de raios em dez Estados do Brasil (ver em mapa abaixo)

Pinto Júnior explica de forma resumida que o raio é uma descarga elétrica intensa que ocorre na atmosfera. A intensidade de um raio equivale a 1.000 vezes a intensidade da corrente elétrica descarregada pelo fio de um chuveiro elétrico. Em síntese um raio acontece por causa de diferenças de cargas dentro de nuvens de tempestade, estas provocadas pelo choque de partículas de gelo.

Assim como outras alterações do clima e temperatura, a ação do homem também proporciona um aumento na quantidade de raios. A ocupação desordenada  nos grandes centros interferem no que os especialistas chamam de ilhas de calor – criadas pelas construções desenfreadas. É por isso que regiões metropolitanas tais como as de São Paulo, Campinas e Vale – especificamente no entorno de São José dos Campos – concentram a maior parte dos raios.


Veja Relacionados:  chuva, raios, mortos, Elat, Inpe
chuva  raios  mortos  Elat  Inpe 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping