R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

21 de Outubro de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/São Paulo/Notícias

Icone de São Paulo São Paulo

publicado em 04/03/2012 às 05h57:

Restrição a caminhões na marginal
Tietê começa a valer nesta segunda-feira

Sindicato diz que medida trará gastos que serão repassados ao consumidor

Vanessa Sulina, do R7

Publicidade

A partir desta segunda-feira (5), começa a valer a proibição de circulação de caminhões na marginal Tietê e outras importantes vias da cidade de São Paulo. Os motoristas que desrespeitarem a nova determinação e passarem por essas vias entre 5h e 10h e 17h às 22h, de segunda-feira a sexta-feira, e sábado, das 10h as 14h, serão multados em R$ 85,13 além de receberem cinco pontos na carteira de habilitação. 

Veja as vias onde estão proibidas a circulação

Vote: você acha que medida irá resolver o trânsito?

Apesar de a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) afirmar que a medida tem como objetivos melhorar a fluidez do tráfego, diminuir os riscos de acidentes e garantir a segurança e mobilidade dos usuários nessas vias, especialistas ouvidos pelo R7 afirmam que haverá um aumento de congestionamentos e da poluição na cidade. 

Leia mais notícias do R7

Para Getúlio Hanashiro, ex-secretário de Transportes de São Paulo, passada a "novidade", a restrição aos caminhões irá aumentar “o nível de congestionamento” na marginal Tietê. 

- Sete, oito, muitos carros também provocam trânsito. O caminhão não é o responsável absoluto. Agora, com a aplicação das multas, pode ser que aumente um pouco a fluidez no começo, mas depois muitos carros - que hoje não transitam por lá [marginal] - passarão a circular [na via]. 

Poluição

O especialista em trânsito Horácio Augusto Figueira também diz acreditar no aumento do volume de veículos na marginal porque, segundo ele, as empresas de transporte de carga irão trocar o caminhão baú por veículos menores, como os VUCs (Veículos Urbanos de Carga), para continuar passando na via. Com isso, além do aumento dos congestionamentos, também irá crescer o índice de poluição na cidade. 

- A medida de restrição é totalmente errada do ponto de vista de logística da cidade. Além da troca dos caminhões, motoristas que hoje usam a Radial Leste para circular, vão perceber a marginal melhor e vão mudar a rota. Se antes eles saiam cedo de casa, começarão a mudar o horário, e aqueles que hoje andam de transporte coletivo vão preferir tirar o carro da garagem. 

De acordo com Figueira, a restrição a caminhões não deverá durar muito tempo. O presidente da Setcesp (Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas de São Paulo), Francisco Pelucio, informou que já conseguiu junto à Prefeitura de São Paulo, na semana passada, a mudança nos horários de restrição e ainda faz pressão para que ocorra uma nova mudança. 

- Ganhamos uma hora a mais de manhã e uma a noite. A princípio, seria das 4h às 10h e depois das 16h às 22h. Nós ainda lutamos para que a noite termine às 21h para que as empresas não precisem pagar o adicional noturno [valor extra para quem trabalha durante a madrugada, a partir das 22h] para os empregados por causa de uma hora. 

Custos 
Pelucio afirma que as empresas aumentarão em muito seus gastos com a nova medida adotada. Segundo ele, além do adicional noturno, será preciso aumentar horas extras de funcionários de uma forma geral, além de ser necessário um maior número de viagens para se transportar uma carga, já que os caminhões devem ser substituídos por VUCs. 

- Ainda não temos uma estimativa de quanto seria este aumento. Estamos esperando tudo começar para passarmos a contabilizar. Mas não há dúvidas de que isso será repassado ao consumidor. 

Alternativas
Para Figueira, no lugar de caminhões, poderia haver restrição aos carros que circulam na marginal Tietê com apenas uma pessoa dentro. De acordo com o especialista, essa seria uma das alternativas para ajudar na fluidez do trânsito. 

- Outra coisa é investir em faixas de ônibus. Em uma faixa para coletivos, por exemplo, pode circular 15 mil pessoas por hora. Para carros, apenas mil por hora. Mas a intenção [ da prefeitura] é não incomodar quem tem carro. 

Já para o presidente do sindicato, a prefeitura poderia investir em um sistema que garantisse a mais rápida remoção de veículos após acidentes. Além de retirar de circulação os dois milhões de carros clandestinos que circulam em São Paulo. 

- Qualquer acidente, por menor que seja, fecha faixas, bloqueia, causa lentidão. Poderia haver uma maneira de retirar mais rapidamente os veículos e as vítimas do local. Afinal, não é só caminhão que provoca acidentes, mas carros, motos e tudo mais.

Outro lado
Em nota, a CET informou que a medida de restrição na marginal Tietê foi tomada com base nos resultados positivos obtidos com a restrição na Marginal Pinheiros. Segundo a empresa, os índices de lentidão registrados na cidade caíram após a proibição dos caminhões na marginal Pinheiros e avenida dos Bandeirantes. 

A companhia ainda disse que modernizou sua frota de veículos para proporcionar "maior agilidade no atendimento das ocorrências. O tempo de deslocamento das viaturas e a remoção de interferências nas vias caiu de 10,6 minutos em 2010 para 9,3 minutos em 2011".

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  • Faça seu e-mail do R7
  • Venha para o R7 Banda Larga
  • Imprima suas fotos no R7

     

     

     

     

     

     

     

     

  • Veja Relacionados:  restrição, veículos, trânsito, aumento
    restrição  veículos  trânsito  aumento 
     
    Espalhe por aí:
    • RSS
    • Flickr
    • Delicious
    • Twitter
    • Digg
    • Netvibes
    • Facebook
    • Google
     
     
     
     

    Fechar
    Comunicar Erro

    Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

    Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
    Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

     

     


    Shopping