R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/São Paulo/Notícias

Icone de São Paulo São Paulo

publicado em 03/05/2010 às 19h43:

Roubos seguidos de morte aumentam
40% em três meses no Estado de SP

Alta é verificada quando casos são comparados com último trimestre de 2009

João Varella e Josimara Silva, do R7 e da Agência Record

O número de casos de roubo seguido de morte (latrocínio) no Estado de São Paulo aumentou 40% neste trimestre em relação aos três últimos meses do ano passado, segundo balanço da SSP (Secretaria de Segurança Pública). De janeiro a março deste ano, foram 73 casos, contra 52 registros entre outubro e dezembro de 2009.

Considerando a mesma comparação, os latrocínios aumentaram mais nos municípios da Grande São Paulo (não incluindo a capital): de seis para 12, alta de 50%. No interior do Estado, o aumento foi de 44%: de 25 para 36. Na capital paulista, o aumento foi de 21% para 25 casos de roubos que terminaram com a morte da vítima.

Para Denis Mizne, diretor do Instituto Sou da Paz, o total de 73 latrocínios é alto. Ele compara o número ao registrado nos últimos cinco anos, quando os roubos seguidos de morte ficavam entre 50 e 70 no trimestre, com exceção dos primeiros três meses do ano passado (94 casos).

Para ele, a população acredita que a incidência de roubos seguidos de morte seja bem maior. O total de crimes contra o patrimônio, em que roubos se encaixam, foram 267.239 neste trimestre. Os 73 latrocínios representam apenas 0,0003% do total.

- As pessoas leigas têm uma ideia de que roubos que resultam em morte é bem maior. Esses 73 latrocínios são uma parte ínfima do total de roubos.

"Queda expressiva"
Ao se comparar este trimestre com o mesmo período do ano passado, o Estado de São Paulo registra queda de 22%. Também há redução na capital paulista, na Grande São Paulo e no interior. Em nota, a SSP chamou de "expressiva" a queda de latrocínios, mas apenas compara os números com o primeiro trimestre de 2009.

Sobre o aumento de latrocínios em relação ao último trimestre do ano passado, o delegado-geral da Polícia Civil de São Paulo, Domingos de Paulo Neto, fala em "sazonalidade".

- Tem de comparar o mesmo período do ano anterior, porque se comparar com o último trimestre do ano passado, a possibilidade de erro é maior.

O mesmo balanço aponta que o número de assassinatos intencionais é o maior desde 2007.


 
Veja Relacionados:  SSP, SP, São Paulo, Violência,
SSP  SP  São Paulo  Violência 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping