• Twitter Created with Sketch.

R7 mostra reflexos da onda de crimes em SP

Acompanhe a cobertura completa da série especial

Diego Iraheta, do R7

Avenida em Santo André ficou vazia após denúncia de toque de recolher
Avenida em Santo André ficou vazia após denúncia de toque de recolher JOTABÊ/ABCDIGIPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

A onda de violência na Grande São Paulo, no segundo semestre deste ano, deixou em xeque a segurança pública do Estado. Desde 1º de outubro, mais de 500 pessoas foram executadas. Pelo menos 50 ônibus foram incendiados. O governador Geraldo Alckmin se viu obrigado a mudar as peças-chaves do xadrez contra a criminalidade. Substituiu o secretário de Segurança para estancar a crise e, como consequência, também trocou o comando das polícias Civil e Militar.

Mesmo assim, São Paulo se mantém em alerta. Os ataques, principalmente à noite, continuam. Nesse cenário de mandos e desmandos do crime (organizado ou não), supostos toques de recolher começaram a se disseminar. O recado é claro: voltar para casa mais cedo, fechar o comércio antes que anoiteça e suspender as aulas.

A fonte é truncada. Ninguém sabe ao certo de onde vem a ordem. São policiais que dão o aviso? Ou criminosos? É rumor ou verdade? Ou é o próprio medo que está emitindo o sinal?

Diante da profusão de denúncias recebidas, o R7 decidiu investigar a origem e a veracidade dos boatos. O resultado é a série de reportagens Toque de recolher: o código do medo em São Paulo, da jornalista Ana Cláudia Barros.

Esta série do R7 revela os reflexos do aumento expressivo da criminalidade em São Paulo em 2012 e mostra que o toque de recolher, sendo rumor ou verdade, exige uma resposta imediata e consistente do Estado: devolver aos paulistas a sensação de segurança.

14/12/2012

0h10: Crime organizado pode estar por trás dos toques de recolher

0h10: "É um terror psicológico", admite oficial da PM sobre toques de recolher

13/12/2012

11h: Com medo, comerciantes criam seu próprio toque de recolher

1h: Toque de recolher em São Paulo: A ordem vem do crime?

1h15: Polícia Militar nega que comunique toques de recolher

1h30: Escolas e faculdades mudam rotina após boatos de toque de recolher

  • Espalhe por aí:

Twitter

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!
Access log
Access log