Saúde

5/12/2012 às 12h16 (Atualizado em 5/12/2012 às 12h40)

Ciência aumenta sobrevivência de prematuros

Em 2006, o número de crianças nascidas entre a 22ª e a 25ª semana de gestação que sobreviveram passou a ser de 53%

BBC Brasil

Chances de bebês extremamente prematuros eventualmente sofrerem sequelas como cegueira, paralisia cerebral e surdez não foram reduzidas BBC Brasil

Avanços na medicina britânica estão aumentando as chances de vida de bebês extremamente prematuros, segundo um estudo recém-divulgado.

Em 1995, um total de 40% dos bebês ingleses nascidos entre 22 e 25 semanas que foram tratados em unidades intensivas sobreviveram.

Em 2006, o número de crianças extremamente prematuras nascidas com entre 22 e 25 semanas de gestação que sobreviveram passou a ser de 53%.

OMS: a cada dez bebês, mais de um nasce prematuro

Mas o estudo não descobriu melhoras significativas no índice de sobrevivência de bebês nascidos com menos de 22 semanas de idade, o limite legal para a realização de aborto.

E as chances de bebês extremamente prematuros eventualmente sofrerem sequelas como cegueira, paralisia cerebral e surdez não foram reduzidas. Elas afetam um em cada cinco bebês.

Assista ao vídeo:

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Compartilhe
Meningite

Jovem prevê a própria morte e tuíta: "Acho que estou morrendo"

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Aparelho com defeito

Lábio de modelo “derrete” após erro de dentista: “Pareço um monstro”

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Alimento contaminado

Homem quase morre após ingerir comida japonesa contaminada com vermes

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Publicidade
Compartilhe
  • Últimas de Saúde

  • Últimas de Notícias

Compartilhe
Ebola

Mulheres que teriam morrido"ressuscitam" e causam medo e pânico na Libéria

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Superação

Mães não desistem de filhas com doença rara: "É uma luta que vale a pena"

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus

Guia Mais - Saúde

Farmácia/Drogaria
Hospitais
Consultórios
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!