Saúde

25/2/2013 às 13h54 (Atualizado em 25/2/2013 às 15h20)

Dieta mediterrânea com nozes reduz em 30% o risco de infarto e ictus

Estudo espanhol conseguiu mudar os hábitos alimentícios das pessoas colaboradoras

EFE

Dieta é complementada com azeite de oliva virgem Alex Ex (Wikimedia Commons)

Seguir uma dieta mediterrânea enriquecida com 30 gramas de frutos secos, a metade delas nozes, reduz em 30% o risco de sofrer com doenças cardiovasculares e diminui em 49% a possibilidade de sofrer um ictus ou acidente vascular cerebral. Esta é uma das principais conclusões de uma pesquisa espanhola, que foi publicada nesta segunda-feira (25) na revista "The New England Journal of Medicine", e que apresenta uma evidência científica a favor da eficácia da dieta mediterrânea, complementada com azeite de oliva virgem e frutos secos, na prevenção primária da doença cardiovascular, principal causa de morte no mundo.

O estudo, denominado "Predimed", é um dos maiores estudos clínicos de nutrição que nunca haviam sido feitos no mundo e seus resultados vão permitir uma mudança na política nutricional global, afirmou o doutor Joaquín Arenas, diretor do Instituto de Saúde Carlos III de Madri, que financiou a maior parte do projeto.

No teste, que começou em 2003, participaram 7.447 voluntários, homens e mulheres de 55 a 80 anos, que tinham um alto risco de desenvolverem doenças cardiovascular. Os participantes foram distribuídos em três grupos em função da alimentação: dieta mediterrânea com azeite de oliva virgem, dieta mediterrânea com frutos secos (30 gramas ao dia) e dieta baixa em todo tipo de gorduras.

Leia mais notícias de Saúde no R7

O estudo conseguiu mudar os hábitos alimentícios das pessoas colaboradoras, afirmou seu coordenador, o doutor Ramón Estruch, que disse que em cinco anos já observou uma redução de 30% no risco de sofrer doenças cardiovasculares, "o que muitos fármacos não conseguem".

Além disso, ficou comprovado que os participantes perdiam peso e reduziam o diâmetro da cintura apesar da incorporação de azeite de oliva virgem e frutos secos na dieta. As primeiras pesquisas sobre a dieta mediterrânea, reconhecida pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade, se iniciaram na década de 60, ao analisar a prevalência da doença cardiovascular em diferentes países. Enquanto nos Estados Unidos era de 4,6%, na ilha grega de Creta não chegava a 0,5%. 

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias

Vitrine de ofertas

Publicidade

Compartilhe
Meningite

Jovem prevê a própria morte e tuíta: "Acho que estou morrendo"

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Aparelho com defeito

Lábio de modelo “derrete” após erro de dentista: “Pareço um monstro”

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Alimento contaminado

Homem quase morre após ingerir comida japonesa contaminada com vermes

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Publicidade
Compartilhe
  • Últimas de Saúde

  • Últimas de Notícias

Compartilhe
Ebola

Mulheres que teriam morrido"ressuscitam" e causam medo e pânico na Libéria

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Superação

Mães não desistem de filhas com doença rara: "É uma luta que vale a pena"

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus

Guia Mais - Saúde

Farmácia/Drogaria
Hospitais
Consultórios
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!