Saúde

11/12/2013 às 12h23

Em votação aberta, Congresso mantém veto à MP do Mais Médicos

Dispositivo vetado pela presidente proíbe profissionais do programa de atuar fora do projeto

Da Agência Senado

O Congresso decidiu manter o veto parcial da MP que criou programa Mais Médicos (MP 621/2013). O dispositivo vetado pela presidente da República, Dilma Rousseff, proibia que os médicos estrangeiros que trabalham no programa Mais Médicos exercessem a profissão fora do projeto. Para o Executivo, a proibição contraria outros dispositivos da própria MP e é incompatível com a lógica da carreira pública na qual entram os médicos intercambistas.

Na votação da Câmara dos Deputados, foram 204 votos a favor da manutenção do veto e 113 contra, além de duas abstenções. Como a votação da primeira Casa foi pela manutenção do veto, os votos da segunda Casa (Senado) não precisaram ser apurados, já que um veto presidencial só pode ser derrubado pelas duas Casas juntas. Para que um veto seja derrubado, são necessários 257 votos na Câmara e 41 no Senado – números que correspondem à maioria de parlamentares em cada Casa.

A manutenção do veto, no entanto, não veio sem polêmica. O deputado Marcus Pestana (PSDB-MG) disse que o governo foi autoritário e não discutiu a situação da saúde com o Congresso e com a classe médica. Ele disse que os médicos não vão para o interior por conta das más condições de trabalho.

Médica cubana estudou português para vir trabalhar no Brasil

O deputado contou que recebeu uma ligação do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, firmando o acordo da proibição do exercício da medicina por parte dos médicos estrangeiros fora do Programa Mais Médicos. Segundo o deputado, não pode haver uma carreira para médicos brasileiros e outra para médicos estrangeiros. O temor da oposição é que, sem a proibição explícita, o médico estrangeiro termine tirando emprego do médico brasileiro.

— O governo está dando um soco no estômago dos mais de 400 mil médicos brasileiros. O governo está jogando a população contra os médicos. Esse veto é um golpe e uma traição.

O deputado Izalci (PSDB-DF) declarou que a quebra de acordos por parte do governo é recorrente. Ele disse que a derrubada do veto pressionaria o governo a criar uma carreira pública específica para os médicos brasileiros. O deputado Cláudio Cajado (DEM-BA) ressaltou que é a favor do Programa Mais Médicos, principalmente por conhecer a carência de médicos no interior baiano. Cajado, porém, disse que seu partido votaria pela derrubada do veto em solidariedade ao PSDB – que acertou o acordo com o governo.

Com dúvidas nas palavras, estrangeira do Mais Médicos usa internet para buscar nome de remédios

O deputado Sibá Machado (PT-AC) explicou que, mesmo com a manutenção do veto, o médico estrangeiro não vai concorrer com os médicos brasileiros. Na visão do deputado Assis Carvalho (PT-PI), a oposição ao Mais Médicos só ocorre por falta de compreensão do que é o programa.

A deputada Margarida Salomão (PT-MG) reiterou que os médicos estrangeiros não vão tirar emprego de brasileiros. Ela lembrou que ainda não existe uma carreira pública para médicos instituída no Estado brasileiro. Para a deputada, no entanto, não cabe proibir que esses profissionais, cumpridas as exigências legais, ingressem em uma carreira pública. O senador José Pimentel (PT-CE) também defendeu a manutenção do veto e disse que o governo já trabalha na criação de uma carreira pública para os médicos.

—  Foi criado um grupo de trabalho para organizar a carreira de médicos no Brasil – anunciou Pimentel.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias

Vitrine de ofertas

Compartilhe
Meningite

Jovem prevê a própria morte e tuíta: "Acho que estou morrendo"

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Aparelho com defeito

Lábio de modelo “derrete” após erro de dentista: “Pareço um monstro”

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Alimento contaminado

Homem quase morre após ingerir comida japonesa contaminada com vermes

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Publicidade
Compartilhe
  • Últimas de Saúde

  • Últimas de Notícias

Compartilhe
Ebola

Mulheres que teriam morrido"ressuscitam" e causam medo e pânico na Libéria

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Superação

Mães não desistem de filhas com doença rara: "É uma luta que vale a pena"

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus

Guia Mais - Saúde

Farmácia/Drogaria
Hospitais
Consultórios
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!