Jovem vai para a cama gripado e acorda paralisado

Alistair Summers, 19 anos, sofre da síndrome de Guillian-Barre, marcada pela perda dos reflexos tendinosos

Jovem consegue mexer os braços novamente, mas ainda não tem previsão de quando ficará totalmente bom
Jovem consegue mexer os braços novamente, mas ainda não tem previsão de quando ficará totalmente bom Reprodução/ Daily Mail

O britânico Alistair Summers, 19 anos, foi derrubado por uma gripe forte que o deixou de cama. Mas quando acordou na manhã seguinte, em vez de se sentir melhor, ficou horrorizado e assustado ao descobrir que ele havia perdido força em suas pernas. E, dali até o fim do dia, ele passou a perder todos os movimentos do pescoço para baixo.

Sua família o levou para o hospital, onde ele acabou sendo diagnosticado com uma doença rara.

— Pensei que só estivesse um pouco cansado e fui me deitar. Quando acordei na manhã seguinte, caí no chão sem conseguir mexer as pernas. Meus amigos me levaram para o hospital e os médicos disseram que eu ficaria daquele jeito, provavelmente, por duas semanas, o que não achei tão mal.

Leia mais notícias de Saúde no R7

O jovem, cujos pais vivem no condado inglês de Lincolnshire, agora se recupera depois de ser diagnosticado em outubro com a síndrome de Guillian-Barre, uma doença do sistema nervoso adquirida, que é marcada pela perda dos reflexos tendinosos.

No início, o jovem, que estudou na Universidade de Hull, no condado de Yorkshire, conseguia se comunicar apenas através de expressões faciais e ruídos para atrair a atenção.  

— É como voltar a ser bebê novamente.

Hoje, ele vem apresentando melhora e pode mexer os braços, mas ainda não sabe quando voltará ao normal.