Saúde

19/6/2013 às 14h34 (Atualizado em 19/6/2013 às 14h46)

Médico é inocentado por 'ereção de oito meses' de paciente com prótese

Motorista de caminhão acusou especialista de negligência após cirurgia mal sucedida

BBC Brasil

Homem processou médico por negligência Reprodução/BBB

Um tribunal do estado americano de Delaware inocentou nesta quarta-feira (19) um médico acusado de negligência em uma cirurgia realizada em dezembro de 2009, quando implantou uma prótese peniana no caminhoneiro Daniel Metzgar, de 44 anos, resultando numa ereção de oito meses.

Metzgar diz que o médico só realizou uma consulta de acompanhamento pós-cirúrgico dois meses depois do procedimento, o que agravou ainda mais a situação.

Em abril de 2010, quatro meses depois de implantar a prótese,o paciente decidiu procurar um hospital para realizar exames por sentir inchaço e desconforto na região genital.

O implante acabou sendo removido em agosto de 2010 quando um tubo do dispositivo atravessou seu saco escrotal e saiu para fora da pele. Um outro médico implantou nele então uma outra prótese.

Homem passa por cirurgia após ficar oito meses com ereção

Complicações

Metzgar diz optado pelo implante após anos de luta contra a impotência causada pelo diabetes.

O implante contava com três peças: cilindros infláveis dentro do corpo do pênis, um depósito de líquidos debaixo da parede abdominal e uma bomba dentro do saco escrotal.

Falta de limpeza pode causar câncer no pênis

Leia mais notícias de Saúde

Durante o julgamento, os jurados ouviram o testemunho de Metzgar sobre seu trauma e como teve que lidar com piadas da família e dos amigos, além de olhares, insultos e ameaças de desconhecidos.

—Eu nem podia sair para dançar. Não é algo que você queira mostrar para seus amigos, em festas.

O advogado do paciente disse durante o julgamento que Desperito não verificou os prontuários feitos depois da cirurgia que mostraram que seu pênis estava inchado logo após a cirurgia.

Mas o advogado do médico disse que os prontuáros foram feitos por funcionários do hospital que não eram familiarizadas com implantes penianos, e que Desperito e outros médicos que trabalham com ele, que conheciam esse tipo de implante, tinham certeza de que o pênis não ficou ereto depois da cirurgia.

Além disso, em defesa do médico, o advogado disse que é estranho que uma pessoa que tem seu saco escrotal inchado 'como uma bola de futebol', como descreveu o próprio Metzgar, não tenha procurado a clínica por dois meses.

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Compartilhe
Drama

Mulher relata morte do marido aos 39 anos com 400 kg; veja detalhes

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Batalha

Com marido e filho prestes a morrer, mulher luta para sustentar família

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Com medo do ebola

Familiares abandonam corpos de entes queridos nas ruas da Libéria

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Publicidade
Compartilhe
  • Últimas de Saúde

  • Últimas de Notícias

Compartilhe
Dor insuportável

Bactéria que come carne humana quase mata mulher após dar à luz

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Diversão

Super-heróis divertem crianças doentes em hospitais de São Paulo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus

Guia Mais - Saúde

Farmácia/Drogaria
Hospitais
Consultórios
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!