R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Saúde/Notícias

Icone de Saúde Saúde

publicado em 18/07/2012 às 15h49:

Aids: 250 mil brasileiros têm e não sabem

No mundo todo, são mais de 34 milhões de pessoas com o vírus

Carolina Martins, do R7, em Brasília

Publicidade

A Unaids, o programa das ONU para Aids, divulgou nesta quarta-feira (18) que pelo menos 34,2 milhões de pessoas no mundo vivem com o vírus HIV. A estimativa é que, no Brasil, estão 350 mil dessas pessoas — e outras 250 mil estão infectadas e não sabem.

Para o diretor do departamento nacional de DST/Aids do Ministério da Saúde, Dirceu Greco, é preciso incentivar os exames clínicos que identificam o HIV.

— Se fosse pensar que pudesse fazer só uma ação hoje, seria chegar às pessoas que estão infectadas e diagnosticá-las e às que não estão infectadas, para orientá-las. Então, realmente o teste é a grande política pública.

Saiba como funciona o teste de HIV feito em casa

Aids 30 Anos: Brasil ainda luta para diagnosticar precocemente portadores do HIV

Gestante e parceiro sexual podem fazer teste rápido de HIV e sífilis pelo SUS

EUA aprovam exame caseiro para detectar vírus da Aids

Ministério da Saúde sugere mudança em concurso que exige teste de HIV



No Brasil, cerca de 30 mil pessoas são diagnosticadas como portadoras do HIV todos os anos.

Pelo menos 2,5 milhões de pessoas contraíram o vírus HIV no ano passado e quase dois milhões morreram em decorrência das doenças relacionadas à Aids em todo mundo.

Os números ainda são altos, no entanto são menores que os registrados em 2010. As infecções por HIV caíram 20%. Em 2011 foram registrados 100 mil casos a menos que no ano anterior.

Já o número de pessoas vivendo com Aids aumentou. Mas o dado é comemorado pela Unaids porque revela que a sobrevida depois da infecção está maior, graças ao tratamento que está sendo disponibilizado.

De acordo com o relatório, 82 países aumentaram os investimentos no tratamento da Aids em mais de 50%, entre 2006 e 2011. A conclusão é que, na medida em que os países de baixa e média renda crescem economicamente, os investimentos público para combater a Aids também aumentam. A África do Sul, por exemplo, quadruplicou o volume de recursos usados no combate à doença entre 2006 e 2011. No ano passado, 80% do dinheiro do país foi usado para financiar ações relacionadas à Aids.

 

Quer ler mais notícias? Clique aqui
Leia mais notícias de Tecnologia no R7
Leia mais notícias de Saúde no R7
Faça seu e-mail @R7. É grátis!
Venha para o R7 Banda Larga!

 
Veja Relacionados:  aids
aids 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping