R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

28 de Julho de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Saúde/Notícias

Icone de Saúde Saúde

publicado em 30/05/2011 às 05h56:

Aprenda a diferenciar as doenças do frio e a se prevenir

Saiba quando você está com gripe, resfriado, rinite, sinusite, asma ou pneumonia

Camila Neumam, do R7

Publicidade

Basta uma mudança de temperatura mais brusca para começarem as manifestações de tosse, espirros e coriza. Com a chegada do outono, elas tendem a ser mais frequentes, pois os dias quentes do verão dão lugar às tardes amenas e noites bem frias, um prato cheio para as doenças respiratórias.

Adote hábitos que evitam as doenças do frio 

As mais comuns nessa época do ano são o resfriado, a gripe, seguidas da sinusite, rinite e da pneumonia. E para quem já sofre de asma, bronquite e enfisema pulmonar, as crises tendem a piorar. Isso acontece porque as pessoas passam a se isolar em locais fechados para se preservar do frio, o que facilita a transmissão das doenças virais e bacterianas, explica o pneumologista José Miguel Chatkin, membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Pneumologia.

- A diferença brusca de temperatura faz com que as defesas do pulmão funcionem com menos eficiência. Somado a isso, como as pessoas estão em ambientes mais fechados e menos arejados, têm mais chance de se contaminarem, desenvolvendo o resfriado, a gripe e outras infecções bacterianas.

E se esses locais estiverem cheios, a possibilidade dessas doenças se espalharem é ainda maior, afirma Chatkin.

Gripe ou resfriado?

Além de poucos se atentarem a esses detalhes, outro problema que acerca as doenças do frio é saber identificá-las e fazer os tratamentos mais adequados. Afinal é bem comum as pessoas confundirem o resfriado com gripe ou a rinite com sinusite. Diante disso, pedimos para o pneumologista Alex Macedo, da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) e para Chatkin apontarem as diferenças entre as doenças respiratórias, descrevendo seus sintomas e tratamentos mais adequados. Veja abaixo.

Resfriado - infecção viral de via área superior que causa congestão nasal (nariz entupido), espirros, tosse seca, coriza, dor de cabeça, e às vezes febre baixa, com duração de três a cinco dias em média. Apenas os sintomas devem ser tratados, ou seja, antitermal em caso de febre e remédios para dor.

Gripe – com sintomas muito semelhantes ao do resfriado nos primeiros dias, é uma infecção viral de via aérea superior que se agrava e tem duração maior, podendo durar até uma semana. Além da tosse seca, coriza e do nariz entupido, o doente tem febre alta, dores no corpo e nas articulações, moleza e vontade de ficar na cama. Apenas os sintomas devem ser tratados, ou seja, antitérmico em caso de febre e remédios para dor.

Rinite - a infecção de causa bacteriana inflama a mucosa do nariz, causando repetitivos espirros e muita coriza (aguada ou mais espessa). Quando a inflamação está muito intensa, faz com que os seios da face fiquem obstruídos, causa que predispõe a sinusite. Deve ser tratada com antibiótico.

Sinusite – a infecção bacteriana causa uma obstrução nasal que tem como consequências as dores na face (bochechas e testa), tosse seca muito repetitiva e coriza mais espessa (amarelada). Deve ser tratada com antibiótico. 

Bronquite e asma – a bronquite se caracteriza por uma inflamação nos brônquios que tem causas diferentes. Pode ser causada por infecção (aguda) ou pelo cigarro (crônica). Já o termo bronquite asmática, por exemplo, significa o mesmo que asma, isto é, uma inflamação nos brônquios que dura algum tempo (crise), com episódios de tosse, sibilância (chiado no peito) e dispneia (falta de ar). Desencadeada como uma alergia, ela costuma aparecer quando a pessoa predisposta entra em contato com poeira, produtos químicos com cheiro muito forte ou se fica muito tempo em ambientes frios ou úmidos. O tratamento de ambas deve ser feito por um pneumologista.

Pneumonia – é considerada a mais grave entre as doenças comuns do frio, pois é uma infecção bacteriana no pulmão, que causa um comprometimento geral da saúde. Os sintomas mais comuns são febre alta, perda da vontade de se alimentar, uma forte tosse com secreção amarelada e dor no peito. Deve ser tratada imediatamente com antibióticos depois de feito o diagnóstico. A doença é mais comum em idosos, mas também pode acometer crianças, sendo mais grave em menores de um ano e em adultos acima dos 65 anos, fumantes e portadores de problemas cardíacos, renais e diabetes. Pode levar a internação e mesmo a morte se não tratada logo.

Veja Relacionados:  Doença, inverno, frio
Doença  inverno  frio 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping