R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Saúde/Notícias

Icone de Saúde Saúde

publicado em 07/06/2010 às 18h08:

Conselho Federal de Medicina fecha o
cerco contra número elevado de cesáreas no país

Na rede de assistência suplementar o procedimento representa 80% dos partos

Do R7

Uma pesquisa inédita do CFM (Conselho Federal de Medicina) ajudará a entender o alto número de cesarianas realizadas no Brasil.

Nomeada Pesquisa Médica sobre Assistência Obstétrica na Saúde Suplementar, organizada pela Comissão de Parto Normal do CFM, a coleta de dados terá início nesta terça-feira (8) e tem como alvo os 16.163 médicos associados à Febrasgo (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia).

Levantamento divulgado pelo Ministério da Saúde em 2008 revelou que 43% de todos os partos realizados no país são cesarianos. Na rede de assistência suplementar o número de cesarianas representa 80% do total de partos. Os índices são muito superiores ao que é recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde), de 15%. 

A coleta de dados para a pesquisa vai ser feita via internet, durante dois meses, entre obstetras e ginecologistas associados à Febrasgo, em todo o país. Os participantes fornecerão informações sobre tópicos diversos, entre os quais a posição assumida diante do alto índice de partos cesarianos e o quanto o pagamento pelo procedimento intervém por esta opção. Os dados serão consolidados e comporão um relatório que deve ser concluído até o mês de setembro.


Segundo o coordenador da comissão José Fernando Maia Vinagre, “há indícios de que o elevado número de cesarianas esteja relacionado com remuneração, agenda profissional, planejamento hospitalar, estrutura de atendimento, desinformação e a alguns outros fatores”.

- A pesquisa verificará se estes indícios correspondem à realidade e qual é o peso de cada fator no momento da escolha pelo tipo de parto.

Veja Relacionados:  cesárea
cesárea 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping