R7 - Notícias

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

29 de Julho de 2014

Você está aqui: Página Inicial/Notícias/Saúde/Notícias

Icone de Saúde Saúde

publicado em 29/09/2009 às 20h50:

Cuidado com a saúde deve ser incluído no planejamento de viagem

Anvisa oferece, pela internet, guia de prevenção contra doenças no mundo

Thiago Varella, do R7
Malas, dinheiro, roupas, passagem, transporte, hotel e um bom roteiro não devem ser as únicas preocupações de quem vai viajar. Na hora de programar uma viagem, o cuidado com a saúde também deve estar incluído.
 
Dependendo do lugar para onde você pretende ir, alguns cuidados devem ser tomados dias e até mesmo meses antes de partir.
 
A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) oferece na Internet um serviço de planejamento de saúde para quem vai viajar dentro do Brasil ou para outros países. O SISPAFRA (Sistema de Informação sobre Portos, Aeroportos e Fronteiras) está aberto para quem quiser consultar, no endereço http://www.anvisa.gov.br/viajante/.
 
Basta se inscrever e digitar o roteiro da viagem para saber detalhes sobre a prevenção de doenças em qualquer lugar do mundo.
 
Se o destino for Angola, por exemplo, a pessoa vai ficar sabendo que o local apresenta riscos de malária, cólera e dengue. E que é recomendado estar com as vacinas contra poliomielite e sarampo em dia. Além disso, o país também exige o Certificado Internacional de Vacinação (documento emitido pela própria Anvisa) contra a febre amarela.
 
Mas não são apenas os países pobres que apresentam riscos. Em uma viagem para a França, a pessoa deve estar imunizada contra o sarampo.
 
Segundo, Cristiano Gregis, coordenador de orientação aos viajantes da Anvisa, o orgão atualiza regularmente seu sistema.
 
- Se tivermos notícias sobre qualquer doença, nós questionamos o Ministério da Saúde e as informações são confirmadas com a OMS (Organização Mundial da Saúde) e com epidemiologistas.
 
Gergis conta que, geralmente, a primeira doença a ser prevenida é a febre amarela. Estar imunizado contra ela garante a entrada, além de Angola, em outros países como China e Portugal, que também exigem a apresentação do Certificado Internacional de Vacinação.
 
No Brasil, segundo a Anvisa, a vacina é indicada para todas as pessoas que querem ir para a zona rural da Região Norte, para o Centro Oeste, Maranhão e parte dos Estados do Piauí, Bahia, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
 
A vacina está disponível em postos de saúde e deve ser aplicada no mínimo dez dias antes da viagem. No entanto, as doenças que mais atingem os viajantes são as que causam diarréias e febres, geralmente causadas por intoxicação alimentar. E não podemos nos esquecer dos mosquitos, como o Aedes aegypti,transmissor da dengue.
 
- Quem viaja também deve se preocupar com a alimentação. Há países com alta incidência em salmonelose e febre tifoide.
 
Para esses tipos de doença, o hospital Emílio Ribas, referência no tratamento de doenças infectocontagiosas, preparou um guia muito útil, que pode ser acessado no site (http://www.emilioribas.sp.gov.br/viajante.php).
 
Ele traz dicas de prevenção, como o cuidado que o viajante deve ter na hora de beber água, com a comida e com os mosquitos. O hospital Emílio Ribas também tem um departamento exclusivo para cuidar de medicina da viagem.
 

 
Veja Relacionados:  saúde,viagem,anvisa,doença
saúde  viagem  anvisa  doença 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping